sábado, 7 de abril de 2018

Menino morre após ser arrastado por cavalo em Santa Maria do Oeste

Renan Rodrigues de 9 anos,  morreu em Santa Maria do Oeste, após sofrer um acidente com um cavalo.

Ele chegou a ser socorrido pelo pai, mas já chegou sem vida no hospital do município. O caso aconteceu na tarde desta sexta feira (6).

O acidente teria acontecido após o menino amarrar, em sua própria cintura, a corda que usava para conduzir o animal. O cavalo o arrastou e, segundo informações, teria também o acertado com um coice.

A equipe de enfermeiros do hospital de Santa Maria do Oeste tentou, sem sucesso, reanimar o garoto.

A vitima: Renan Rodrigues foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava e já foi liberado.

O velório está sendo realizado na comunidade Lontrense.

quinta-feira, 5 de abril de 2018

POLICIAL MORTO NA TARDE DE HOJE EM GUARAPUAVA, ERA DE CURITIBA


O policial Adriano Andrigo Pires, de 28 anos, pertencia ao Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), de Curitiba. 

Adriano Andrigo Pires tinha 28 anos.

Foi baleado e morreu dentro do carro em que estava.

Durante troca de tiros com dois traficantes, que também morreram, na rodoviária de Guarapuava. 

Os traficantes ainda não foram oficialmente identificados.

Da Redação/Maria Farias



Fonte: Marcio Mello

Moro determina a prisão do ex-presidente Lula


O juiz federal Sérgio Moro decretou, na tarde desta quinta-feira (5), a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que teve o pedido de habeas corpus preventivo negado na noite desta quarta-feira (4), em julgamento realizado no Supremo Tribunal Federal (STF).

No despacho, Moro dá um prazo até às 17 horas desta sexta-feira (6), para que Lula se apresente, voluntariamente, à Polícia Federal em Curitiba, quando deverá ser cumprido o mandado de prisão do ex-presidente.

O juiz federal também vetou a utilização de algemas em qualquer hipótese.

De acordo com a decisão, 'em razão da dignidade do cargo ocupado, foi previamente preparada uma sala reservada, espécie de Sala de Estado Maior, na própria Superintendência da Polícia Federal.

Para o início do cumprimento da pena, e na qual o ex-Presidente ficará separado dos demais presos, sem qualquer risco para a integridade moral ou física'.

Prisão

Desde o dia 5 de abril havia a expectativa que a prisão fosse executada, já que na sessão do Supremo Tribunal Federal de 4 de abril, a maioria dos ministros (6 A 5), optou por negar o pedido de habeas corpus preventivo, feito pela defesa, que pretendia protelar o albergamento de Lula, até que todos os recursos fossem julgados.

Mesmo com a decisão do STF e com o esgotamento das possibilidades de recorrer contra a prisão, existiam trâmites processuais que seguiam pendentes junto ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

A segunda instância da Justiça Federal, e que poderiam retardar o efetivo encarceramento de Lula. 

Entre eles, o julgamento dos chamados embargos dos embargos declaratórios. 

A interpretação da Justiça para esse tipo de situação é de que enquanto esse recurso não é julgado, não há esgotamento do andamento do caso no Tribunal, e isso seria um motivo de impedimento para que a pena imposta ao réu possa ser iniciada.

Por outro lado, já existia a jurisprudência relativa. 

O próprio Sérgio Moro já havia considerado anteriormente, em casos semelhantes, que uma vez que o primeiro pedido de embargo não foi aceito pelos desembargadores, não há mais possibilidade de embargar, e com isso, a prisão já pode ser decretada. 

E, foi exatamente essa jurisprudência que foi seguida por Moro.

Condenação

O ex-presidente foi condenado em primeira instância pela 13ª Vara Federal de Curitiba, a nove anos e seis meses de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no processo do tríplex do Guarujá. 

Lula e a ex-primeira-dama Marisa Letícia (morta em 2017) foram denunciados pelo Ministério Público Federal como verdadeiros donos do apartamento, que foi reformado pela Construtora OAS, como parte de pagamento de propina da empreiteira a Lula por supostos favorecimentos com contratos da Petrobras. 

A acusação também alegava que o imóvel teria sido usado para armazenamento de presentes recebidos por Lula enquanto presidente.

De acordo com a acusação o valor total em propina seria de R$ 3,7 milhões, entre a compra e a reforma do tríplex, sem que o casal pagasse a diferença pelo imóvel de melhor qualidade que eles pretendiam comprar no Edifício Solaris.


Sérgio Moro condenou Lula, em 12 de julho de 2017, por recebimento de vantagem indevida da Construtora e ocultação da titularidade do imóvel. 

Por outro lado, ele foi absolvido da acusação de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo o armazenamento do acervo presidencial, por falta de provas.

Como parte da sentença, também foi determinado o bloqueio de R$ 16 milhões em bens do ex-presidente para reparar os danos à Petrobras - como imóveis, carros, R$ 606,7 mil em contas bancárias e mais de R$ 9 milhões em planos de previdência.

Segunda instância

Após a condenação na Justiça Federal de Curitiba, a defesa do ex-presidente recorreu ao TRF4, em Porto Alegre. 

Os desembargadores do órgão, no entanto, entenderam que a sentença proferida por Sérgio Moro era válida, e ainda elevaram a pena que era de nove anos e seis meses, para 12 anos e um mês de prisão.

Recursos

No dia 26 de março de 2018, a 8ª Turma do TRF4 negou mudar a decisão tomada em 24 de janeiro, que confirmou a condenação imposta por Moro e aumentou a pena aplicada. 

A partir dessa decisão, a prisão do réu já estava autorizada, mas ainda existia a necessidade do julgamento, no Supremo Tribunal Federal, do mérito do habeas corpus solicitado pela defesa. 

Com isso, no dia 26 de março, foi expedida uma liminar impedindo a prisão até o dia 4 de abril, data do julgamento do mérito do HC.

 Da Redação/Maria Farias



DOIS TRAFICANTES E UM POLICIAL DO BOPE MORRERAM DURANTE TROCA DE TIROS NA RODOVIÁRIA DE GUARAPUAVA


Uma troca de tiros resultou na morte de três homens no estacionamento da Rodoviária Municipal em Guarapuava, por volta das 15h30 desta quinta-feira (5).

De acordo com taxistas que trabalham no ponto da rodoviária e de outros populares, uma caminhonete estava estacionada com dois homens dentro quando outros dois chegaram e iniciaram a troca de tiros.

A suspeita é de que possa ter sido uma tentativa de assalto. 

A polícia não confirma essa informação.

O passageiro que estava na caminhonete foi levado para atendimento hospitalar. 

A informação inicial era de que o mesmo teria sido levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas a unidade não confirmou a chegada da vítima.

O espaço está isolado e os corpos ainda permanecem no local (16h), dois deles no chão e um dentro do carro. 

O Instituto Médico Legal já está no local do crime.

Mais informações a qualquer momento.

Fonte: RSN

Da Redação/Maria Farias

Vídeo: Marcio Mello

Ciclista morre atropelado por caminhão na BR-277, em Irati


Um ciclista de 47 anos morreu atropelado por um caminhão no quilômetro 236 da BR-277, em Irati, na região central do Paraná, por volta das 23h de quarta-feira (4).

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o ciclista seguia pela acostamento, sentido Curitiba, entre os trevos de Irati e de Fernandes Pinheiro, quando invadiu a faixa que o caminhão trafegava.

Ainda conforme a PRF, o caminhoneiro não conseguiu frear e atropelou a vítima. 

O motorista do caminhão fez o teste do bafômetro, que deu negativo.

O corpo do ciclista, que era morador da região, foi levado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Ponta Grossa.

Da Redação/Maria Farias




Ocorrências policiais em Pitanga


Pitanga

FURTO QUALIFICADO: No dia 04/04/2018 às 10h 50min, a equipe deslocou até a Rua Milton Hey, no bairro Jardim Maravilha, onde manteve contato com o solicitante, o qual relatou que sua residência teria sido arrombada no período da manhã desta data. 

Sendo constatado pela equipe que de fato uma janela da residência teria sido arrombada e que ainda forçaram a grade instalada na frente da janela, e que haviam adentrado a casa, subtraindo da carteira do solicitante a quantia de R$ 400,00 (quatrocentos reais). 

Feito patrulhamento, porém sem êxito. 

CONDUZIR VEÍCULO AUTOMOTOR COM CAPACIDADE PSICOMOTORA ALTERADA EM RAZÃO DA INFLUENCIA DE ÁLCOOL: No dia 04/04/2018, por volta das 19h 40min a equipe deslocou até a Rua Fernando Amaro, s/n, no Bairro Santa Isabel, e constatou que havia ocorrido um acidente de trânsito do tipo atropelamento. 

O veículo envolvido no acidente trata-se uma motocicleta de cor laranja. 

No local, a vítima de 59 anos, já recebia os primeiros socorros do corpo de bombeiros, sendo encaminhada até o Hospital São Vicente De Paulo. 

Em seguida o condutor da motocicleta foi convidado a realizar o teste etilométrico, o qual teve como resultado 0,63 mg/l, sendo o condutor também encaminhado ao Hospital São Vicente De Paulo para receber atendimento médico e posteriormente foi conduzido até a delegacia de Pitanga para demais providências. 

A motocicleta foi recolhida, ainda foram confeccionados os autos de infrações de trânsito cabíveis. 

AMEAÇA: Às 20h20min, atendendo solicitação, a qual dava conta de uma violência doméstica no Bairro Pitanga II. 

Com a equipe no local, identificada à vítima e indagada a mesma com relação ao fato, esta relatou que vem sofrendo ameaças de morte e ameaças de incêndio na residência.

Porém, no momento em que a equipe chegou ao local, o autor do fato já não mais se encontrava. 

A vítima disse que não queria fazer nada contra seu amasio. 

A equipe orientou a vítima quanto às medidas a serem adotadas.

Da Redação/Maria Farias

Presa quadrilha suspeita de roubar mais de R$ 10 milhões em cargas


Dez pessoas foram presas suspeitas de integrar uma quadrilha especializada em roubo de cargas com atuação no Paraná e em Santa Catarina. 

Este grupo criminoso cometeu pelo menos cinco roubos de cargas avaliados em mais de R$ 10 milhões. 

Um dos alvos desta organização criminosa já estava preso numa penitenciária de Santa Catarina e era evadido da Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC).

Quatro criminosos estão foragidos: Leandro Ripka (responsável pela distribuição da carga roubada) Leandro Zanão da Silva (teria contratado criminosos para participar dos crimes), Edinaldo Oliveira Venceslau (fazia o levantamento dos locais a serem roubados) e Bruno Rafael de Oliveira (intermediador da venda das cargas no Estado de Santa Catarina).

A ação, deflagrada pela Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas (DFRC), da Polícia Civil do Paraná, resultou na apreensão de bens desta quadrilha – comprados com recursos oriundos do crime. 

Doze veículos foram seqüestrados por ordem judicial, sendo cinco caminhões, outros cinco carros, um deles de luxo avaliado em mais de R$ 300 mil, e duas motos. Foram apreendidos ainda duas pistolas calibre 380 além de documentação e diversos aparelhos celulares. 

A polícia cumpriu oito dos 12 mandados de prisão preventiva e seis de busca e apreensão. Duas pessoas foram presas em flagrante.

O delegado titular da DFRC Ademair Cruz Braga Júnior, que comandou a investigação afirmou que a quadrilha agia em diferentes locais tanto no Paraná quanto em Santa Catarina. “Isso dificultou um pouco o trabalho da polícia para reunir todas as informações destes roubos e mapear esta quadrilha”, disse.

 “A escolha das cargas que iriam ser roubadas era feita de acordo com a facilidade de comercialização do produto, a dificuldade de identificação e sempre visando grandes volumes”, explicou o delegado, citando que ao longo da investigação foram recuperados cerca de R$ 6 milhões.

PRÓXIMOS PASSOS

O delegado suspeita que a quadrilha tenha envolvimento em outros roubos a cargas no Estado e as investigações serão intensificadas agora para identificar outros receptadores. “Já temos indícios de que há receptadores também no Rio Grande do Sul, além de Paraná e Santa Catarina”, adiantou Braga Júnior.

A investigação começou após o roubo, em outubro, de quatro caminhões carregados de chocolate, avaliados em R$ 750 mil, do pátio de uma transportadora em Curitiba. 

Daí o nome da operação: Cacau Seguro. Uma parte da carga foi recuperada em Itajaí.

Durante a operação de hoje, os policiais cumpriram mandado de busca e apreensão em um mercado, na cidade de Joinville, em Santa Catarina, e encontraram parte da carga roubada sendo exposta para venda. 

Funcionários deste estabelecimento ainda tentaram apresentar notas fiscais para comprovar a origem dos produtos, mas estes documentos eram falsos, já que o lote que estava no mercado era o mesmo da carga roubada.

Os suspeitos são investigados por ao menos cinco assaltos a caminhões e cargas no período de quatro meses – de outubro de 2017 a fevereiro deste ano. 

Todos os crimes foram praticados de forma semelhante e com índicos consistentes de participação do mesmo bando. 

Eles chegavam a usar aparelhos de bloqueadores de sinal para evitar que os caminhoneiros utilizassem rádios e aparelhos celulares no momento dos roubos e ainda evitar o rastreamento das cargas e dos veículos.

ORGANIZADOS 

A investigação mostrou que o grupo possui ação estruturada, com os criminosos dividindo as funções, desde o planejamento, passando pelo ataque, armazenamento e repasse das mercadorias.

Eles utilizam carros roubados ou com placas adulteradas para fazerem o perímetro e levantamento do local em que praticarão o crime. “Por vezes a audácia os levavam a utilizar os próprios veículos para este fim”, explicou o delegado da DFRC.

Os criminosos ainda contam com financiamento próprio destinado ao pagamento de aluguéis de barracões em que as cargas são transbordadas ou acondicionadas; de igual forma caminhões para transporte das mercadorias.

Eles vão responder por associação criminosa, roubo majorado, porte ilegal de arma de foto, lavagem de dinheiro, receptação qualificada e uso de documento falso.

Participaram da ação policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas, da Furtos e Roubos de Curitiba, policiais civis de unidades de Joinville e Florianópolis e ainda contou com apoio do helicóptero do Grupamento de Operações Aéreas (GOA) da Polícia Civil do Paraná.

Da Redação/Maria Farias

Fonte: RSN


Prazo de Lula para último recurso na segunda instância termina no dia 10; até lá ele não deve ser preso


Com a rejeição do habeas corpus preventivo pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva esgota as possibilidades de recorrer contra sua eventual prisão.

 Apesar de a Corte ter negado o pedido, Lula não deve ser preso imediatamente.
É preciso que o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba e responsável pela condenação na primeira instância, emita um mandado de prisão.

Há ainda trâmites processuais pendentes no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), segunda instância da Justiça Federal com sede em Porto Alegre, o que pode retardar a ordem de prisão.

A defesa de Lula já declarou que quer apresentar um novo recurso contra a rejeição do primeiro embargo pelos desembargadores da Oitava Turma do TRF4. Os advogados têm dez dias corridos a partir da publicação do acórdão – que ocorreu no dia 27 de março - para abrir a intimação sobre o resultado, e mais dois dias úteis de prazo para entrar com o novo recurso.

Prazo que vai até 10 de abril.

A interpretação é que se este recurso, denominado embargos dos embargos declaratórios, não for julgado, o processo ainda não teve a tramitação esgotada no TRF4, o que impede a execução provisória da pena. 

O costume no TRF4 tem sido o de negar rapidamente, por considerar esse tipo de recurso protelatório.

Porém, o juiz Sérgio Moro pode entender que a negativa do primeiro embargo, pelos desembargadores, já encerrou a possibilidade de recursos e decrete a prisão. 

No passado, Moro já proferiu decisões com ambos entendimentos.

Se o TRF4 negar os embargos antes de uma decisão de Moro, o tribunal deve comunicar o juiz para que ele possa expedir o mandado de prisão contra o ex-presidente. 

Somente com uma ordem de Moro é que o ex-presidente poderá ser preso. 

Caso isso ocorra, o mais comum é que ele seja levado para alguma carceragem no Paraná, estado de origem da 13ª Vara Federal – que determinou a condenação e onde Lula deve cumprir, em regime inicial fechado, a pena de 12 anos e um mês estipulada pelo TRF4 em janeiro.

Novos recursos

Uma vez encerrada a tramitação na segunda instância, a defesa de Lula pode entrar, no prazo de 15 dias, com recurso especial no Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra a condenação de Lula.

Nessa nova apelação, na qual não haverá reexame de provas, mas somente a análise sobre a legalidade do julgamento, os advogados podem pedir efeito suspensivo da condenação, o que pode resultar na soltura de Lula caso ele já esteja preso.

Os advogados podem ainda entrar, paralelamente e no mesmo prazo, com outro recurso, dessa vez chamado extraordinário, no próprio STF, contestando irregularidades de natureza constitucional.

Da Redação/Maria Farias


quarta-feira, 4 de abril de 2018

Após fuga, alguns dos presos foram recapturados em Ivaiporã


O Delegado Dr. Gustavo Dante, confirmou que cerca de 08 presos ganharam a liberdade forçada da cadeia pública. 

Imediatamente, com apoio de Policiais Militares, três dos fujões, foram recapturados.

 "Quero agradecer os policiais militares que nos ajudaram nas primeiras buscas. PMs dedicados, que não mediram esforços e foram guerreiros na caça aos fugitivos, o que nos possibilitou recapturar três deles", disse o Delegado Gustavo Dante.

Conforme divulgamos, na tarde desta quarta-feira, dia 04 de abril, de 2018, presos conseguiram ganhar a liberdade forçada da cadeia pública de Ivaiporã.

O local, com capacidade para 32 presos, chegou a 182 detentos, mas mesmo assim, a equipe do Delegado Dr. Gustavo Dante, estava conseguindo frustrar as tentativas de fuga que vinha ocorrendo há mais de um ano. 

Infelizmente, nesta data, foram percebidos presidiários correndo nos fundos do prédio, local que estão anexos:  o IML e o Subgrupamento do Corpo de Bombeiros, mas um túnel, com saída próximo a porta do setor de identificação, possibilitou a fuga.  

Imediatamente a Polícia Militar foi acionada e, juntamente com a Civil, o as buscas se iniciaram. 

"Queremos pedir que a população fique atenta, e qualquer movimentação estranha, ou suspeitos, avisem o 190, ou liguem diretamente na Delegacia", finalizou o Delegado. 

SUPERLOTAÇÃO -  A cadeia de Ivaiporã, considerada um "Barril de Pólvora", se transformou em um problema para a cidade e região. 

Vários seguimentos da sociedade, como Pastores Evangélicos, Líderes Católicos, Conselho Municipal de Segurança, OAB e o poder judiciário, tem feito cobranças e buscado uma solução, mas tudo esbarra no Governo do Estado.

Que precisa direcionar investimentos para melhorar as estruturas ou promover a transferências dos condenados, o que até este mês de abril, de 2018, ainda não ocorreu.

Familiares que tem presos no local, dizem que não conseguem viver em paz, porque sabem da possibilidade de acontecer uma tragédia a qualquer momento. 

Quem reside nas proximidades, é obrigado a conviver com o medo; e até mesmo a Polícia Civil, fica engessada, tendo que gastar a maioria do tempo, cuidando de detentos, ao invés de estar nas ruas desenvolvimento o trabalho de investigação. 

O pior é que o problema pode se agravar ainda mais.

Fonte: Blog do Berimbau

Da Redação/Maria Farias





Jovem é morto a tiros na cidade de São João do Ivaí


Um jovem, de nome Emerson dos Santos da Costa, conhecido como "Alin do Ubaúna", de 21 anos, foi morto a tiros na cidade de São João do Ivaí, no início da tarde deste dia 04 de abril, de 2018, quarta-feira. 

O crime ocorreu na esquina do local conhecido como "Depósito Barracão". As primeiras informações são de que a vítima estava na calçada, quando surgiram dois meliantes e abriram fogo. 

Pelos menos três tiros teriam atingido o jovem que tombou morto no local. 

A Polícia Civil, e o IML - Instituto Médico Legal, foram acionados, para fazer os primeiros levantamentos e apurar o caso. 

AGRESSÃO - No dia 01 de abril, de 2018, o jovem já figurava como vítima em um boletim de ocorrências. 

Consta que às 21:20 horas, na Rua Joaquim Montes, os soldados de Plantão foram solicitados para comparecer no Hospital Municipal, de São João do Ivaí, onde Emerson deu entrada com vários ferimentos pelo corpo e suspeita de fratura no braço direito. 

Em contato com o jovem, ele declarou que foi agredido por um indivíduo conhecido, fato que aconteceu às 07h00min, mas que por medo do autor, ficou escondido no mato e só saiu à noite para procurar atendimento médico. 

Devido aos ferimentos, Emerson precisou ser transferido para Ivaiporã, mas foi liberado no início da semana e morto neste dia 04 de abril.

Fonte: Blog do Berimbau

Da Redação/Maria Farias


Mato Rico ganha o Parque Ambiental do Gamelão

Lula vai acompanhar julgamento que vai definir sua prisão ao lado de amigos em São Bernardo


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai acompanhar o julgamento que pode determinar se ele continua ou não em liberdade no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo, ao lado de antigos colaboradores. 

Segundo pessoas que estiveram com Lula nos últimos dias, o ex-presidente está otimista quanto a um desfecho favorável de seu caso no Supremo.

No entorno de Lula, a expectativa é que o HC seja concedido por um placar apertado de 6 a 5 ou que algum ministro do STF peça para as ações que tratam da prisão após decisão de segunda instância serem julgadas antes do caso do ex-presidente, o que manteria o petista em liberdade.

A defesa do ex-presidente deverá aguardar as movimentações dos ministros do Supremo antes de realizar intervenção na sessão de hoje. 

Na noite de terça, os advogados de três escritórios que representam o presidente se reuniram em Brasília.

“Alguma questão de ordem ou de fato, em tese, é possível. Pode vir a surgir diante do julgamento, diante de uma afirmação que seja factualmente incompatível ou alguma outra questão relevante que comporte uma questão de ordem. Isso pode ocorrer. Mas não há nada definido”, disse o advogado Cristiano Zanin Martins.

Desde terça-feira, 3, um grupo pequeno composto por militantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Movimento dos Sem Terra (MST) e Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) faz uma vigília na frente do prédio de Lula, em São Bernardo do Campo. 

O objetivo é impedir que o local seja tomado por manifestantes favoráveis à prisão do petista.

Nesta quarta-feira, 4, o prédio do sindicato deve ser cercado desde o início da manhã por um cordão de metalúrgicos solidários a Lula. Dentro do sindicato, ficarão apenas os amigos mais próximos do ex-presidente e integrantes da atual diretoria.

Embora o clima seja de otimismo, a ideia é não deixar Lula sozinho em caso de uma decisão desfavorável. 

Manifestações que poderiam dificultar a execução de uma eventual ordem de prisão contra o ex-presidente foram descartadas e desencorajadas pelo próprio Lula.

O PT vai concentrar seus esforços de mobilização em Brasília, na frente do STF, para onde pretende levar cerca de 10 mil pessoas. 

O partido avalia que os atos a favor da prisão do petista devem ser esvaziados.

Defesa

“Estas manifestações não terão repercussão nenhuma. 

Nossa expectativa é que o HC seja concedido tendo em vista que o texto constitucional é literal quanto à presunção de inocência”, disse o deputado Paulo Teixeira (SP), um dos vice-presidentes do PT. 

Nas demais cidades o partido fará panfletagens em defesa de Lula e organiza pequenos atos.

Durante o julgamento, a defesa de Lula deverá aguardar as movimentações dos ministros do Supremo antes de realizar intervenção. 

“Alguma questão de ordem ou de fato, em tese, é possível. Pode vir a surgir diante do julgamento, diante de uma afirmação que seja factualmente incompatível ou alguma outra questão relevante que comporte uma questão de ordem. Isso pode ocorrer. Mas não há nada definido”, disse o advogado Cristiano Zanin Martins. 

Da Redação/Maria Farias


Acidente com morte na PR-456 próximo a Santa Maria do Oeste


A equipe do Corpo de Bombeiros de Pitanga registrou e prestou atendimento a um acidente de trânsito por volta das 20h45 da noite de terça-feira, 03 de abril de 2018.

Na PR-456 na altura da Localidade de Rio Feio, onde o veículo Gol perdeu o controle quando transitava sentido Santa Maria do Oeste a Pitanga e acabou colidindo com uma árvore as margens da rodovia.

O Sr. J. F. D. S. de 48 anos acabou entrando em óbito. 

Outras duas pessoas que estavam no veículo foram hospitalizadas com ferimentos.

Segundo informações, os mesmos são moradores da região da Linha Lontrense interior de Santa Maria do Oeste.

Da Redação/Maria Farias

Agricultor morre em acidente com colheitadeira em Bela Vista


Um trágico acidente de trabalho na tarde de terça-feira (03/04), acabou tirando a vida do agricultor Maicon João Alberti, 37 anos, no interior de São João. 

O fato ocorreu por volta de 13 horas na comunidade de Bela Vista.

De acordo com o pai da vítima, senhor Jose, que estava junto na hora do acidente, os dois saíram de casa por volta do meio dia para fazer a colheita de milho em uma lavoura.

Maicon operava a colheitadeira quando esta acabou "embuchando" e travando o caracol que puxava o milho para dentro da máquina.

Ele então saiu da cabine com a colheitadeira ainda em funcionamento e, ao tentar tirar os pés de milho que travavam a máquina acabou caindo dentro da plataforma tendo o corpo esmagado.

Seu José seguia a pé atrás da colheitadeira e ao perceber que a máquina parou foi verificar o que acontecia e se deparou com seu filho caído dentro da plataforma, desligou a máquina, mas não pode fazer mais nada.

Uma equipe do posto de saúde deslocou com uma ambulância até o local e constatou o óbito. A Polícia Militar de São João foi acionada e isolou o local até a chegada da criminalística e IML.

O corpo do homem foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Pato Branco.

Da Redação/Maria Farias


terça-feira, 3 de abril de 2018

Homem é encontrado morto a beira da rodovia em Pitanga

Equipes da PM e Polícia Civil de Pitanga, foram acionados por volta das 21:30 dessa terça-feira. 

Um homem estava morto na PR-466, rodovia que dá acesso Pitanga/Campo Mourão, entrada da localidade Xaxim. 

Segundo a polícia, a vítima Sr. Jurandir Ferreira Santos de 55 anos. 

Não se sabe ao certo o que aconteceu, Jurandir tinha um ferimento na cabeça, hipóteses de atropelamento ou agressão. 

A polícia vai investigar o caso.

Da Redação/Maria Farias


A AGÊNCIA DO TRABALHADOR OFERECE AS SEGUINTES VAGAS


AUXILIAR ADMINISTRATIVO - Idade maior de 18 anos, ambos os sexos, Ensino Médio completo, ter experiência em atendimento ao público, noções de informática.

VENDEDOR - Idade maior de 18 anos, ambos os sexos, Ensino Médio completo, ter experiência em atendimento ao público, noções de informática.

ENTREVISTA RESTAURANTE MADERO (VAGAS PARA TRABALHAR ONDE HOUVER DISPONIBILIDADE)

 Dia 23 de abril de 2018, às 13 horas, na Agência do trabalhador de Pitanga, ambos os sexos, idade entre 18 a 30 anos, solteiro.

Observação: 

Em caso de dúvidas, comparecer na Agência do Trabalhador munidos de CTPS (Carteira de Trabalho) e documentos pessoais.

Não informamos através do Facebook ou telefone.

As vagas estão sujeitas a alterações no decorrer do dia e só estarão vigentes enquanto houver disponibilidade.

As oportunidades de emprego apresentadas acima, poderão deixar de existir em função de terem sido ocupadas.

Da Redação/Maria Farias


PRF atende gravíssimo acidente com óbito na BR 277, em Palmeira


A Policia Rodoviária Federal de Irati atendeu um acidente do tipo colisão traseira entre uma Van e um caminhão, por volta das 0h30 da madrugada desta terça-feira (03).

Na BR-277 KM 188, em Palmeira, região dos Campos Gerais.

O acidente foi no sentido Palmeira a São Luiz do Purunã. 

Conforme levantamento no local, o motorista da Van com placas de Curitiba relatou que teria cochilando e colidiu na traseira do caminhão com placas de Quedas do Iguaçu.

Quando o motorista da van tentou desviar do caminhão, acabou colidindo com a parte traseira no lado esquerdo do caminhão vitimando o passageiro de 56 anos. 

O motorista da van teve lesões leves e o motorista do caminhão sem lesões. A van transportava equipamentos de raio x.

O trânsito fluiu pelo acostamento até a chegada da equipe do Instituto Médico Legal (IML) e de Perícia da Criminalística. A vítima não foi identificada pelas autoridades.

Da Redação/Maria Farias

segunda-feira, 2 de abril de 2018

MACABRO - ADOLESCENTE FOI RAPTADA EM GUARAPUAVA PARA RITUAL DE MAGIA NEGRA

Uma jovem de 15 anos, moradora do bairro Boqueirão, foi raptada na quarta-feira (28).

Quando saiu do Colégio carneiro Martins, ela foi rendida por pessoas que estavam em um veículo. 

A moça foi dopada e levada até um "mocó" próximo do Jordão, no local ela foi despida, amarrada e teve os braços e pernas marcadas. 

Os envolvidos diziam que iram matá-la na sexta-feira santa. 

Um dos indivíduos acabou libertando a jovem que correu e foi socorrida. 

A adolescente passou por exames de corpo delito hoje (02) no IML de Guarapuava.

Fonte: Marcio Mello

Da Redaçao/Maria Farias

Veja o vídeo:

Homem é suspeito de abusar de criança de quatro anos em Guarapuava

ESTUPRO DE VULNERÁVEL: Às 20h40min, uma equipe de policiais militares deslocou até a Av. Rubens Siqueira Ribas, Bairro Boqueirão.

Onde a solicitante relatou que seu pai (79) teria abusado de sua filha (4). 

Relatou que sua filha estava no quarto com o avô, quando a menor foi até a solicitante e relatou que o autor teria passado a mão por cima das vestes, em suas partes íntimas. 

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao autor e encaminhadas as partes envolvidas até a 14ª SDP

Da Redação/Maria Farias

Ouça a Impactus FM