segunda-feira, 18 de abril de 2022

PM FERIDO PRECISA DE SANGUE, COLEGA FOI HEROI AO CHEGAR COM VIATURA SEM PNEU AO HOSPITAL DE GUARAPUAVA

O Cabo do CHOQUE, Ricieri Chagas, está na UTI com ferimento na cabeça após troca de tiros, ele precisa de Sangue tipo (O negativo), possíveis doadores procurarem a HEMOCENTRO de Guarapuava na manhã de hoje (18).

Outro PM foi baleado na altura do peito mas o projetil ficou no celular.

Após trocar tiros com os criminosos, o motorista da viatura conseguiu ir até o hospital para socorrer os colegas, mesmo sem condições de rodar por falta de pneu, que fora destruído na troca de tiro. Ato heróico.

Durante a investida, a Cidade ficou dominada por disparos de armas longas e pesadas, moradores registram várias imagens por celulares.

O comandante do 16ºBPM, tenente-coronel Joas Marcos Carneiro Lins, confirmou o ataque ao 16ºBPM e a empresa Proforte e destacou que a tentativa de assalto foi frustrada. “Nós já tínhamos um plano de contingência, devido a fatos que estavam ocorrendo em várias regiões do Estado. Bloqueamos os acessos à cidade e o confronto com os marginais ocorreu nesses locais.

Eles fugiram sem conseguir o assalto planejado. Houve perseguição e dos sete veículos utilizados, cinco foram abordados.

Os marginais fugiram para a área rural e, com o apoio do Estado, estamos no encalço deles”, informou o comandante.

Joas pede que os guarauavanos sigam normalmente a rotina nesta segunda. “As aulas serão normais e o comércio também.

A situação está sob controle e pedimos que os guarapuavanos sigam suas rotinas normalmente”, enfatizou

FERIDOS

Até o início da madrugada, havia a confirmação de cinco pessoas feridas, sendo dois policiais e três populares.

Às 10h desta segunda, o tenente-coronel e o prefeito Celso Góes concederão uma entrevista coletiva na sede do 16ºBPM, onde os detalhes da ação serão explicados para a imprensa.

 

Durante a ação dos criminosos, um rastro de destruição e medo, porém, a PM traçou uma estratégia de não contra-atacar na área Central, para não colocar em risco moradores.

Muitas FakeNews foram espalhadas nas redes, o que provocou muito pânico.

 

Da redação/Jonei Farias


Nenhum comentário:

Postar um comentário