quarta-feira, 23 de março de 2022

Tite esboça seleção com possível estreia de Antony entre os titulares

Alisson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Guilherme Arana; Casemiro, Fred e Lucas Paquetá; Antony, Neymar e Vinícius Júnior. Se nada mudar no treino desta quarta-feira (23), marcado para 16h (horário de Brasília), na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), esta será a formação do Brasil para enfrentar o Chile amanhã (24), às 20h30, no Maracanã, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar, em novembro deste ano.

A escalação foi esboçada por Tite na atividade da última terça-feira (22), a primeira com a maior parte do elenco à disposição. Em relação à equipe que goleou o Paraguai por 4 a 0 na rodada anterior das eliminatórias, no Mineirão, em fevereiro, são sete novidades: Alisson no gol, Danilo e Arana nas laterais, Casemiro e Fred no meio-campo e Antony e Neymar no ataque.

Na ocasião, Danilo, Neymar e Arana não haviam sido convocados (os dois primeiros por estarem se recuperando de lesão), enquanto Casemiro e Fred foram poupados. Já Antony, caso a escalação do treino de terça seja mantida, estreará como titular da seleção brasileira. O atacante do Ajax (Holanda) atuou sete vezes e marcou dois gols, mas sempre saindo do banco.

"O professor ainda não comentou nada. Tem vários atacantes brigando pela vaga. Continuarei fazendo minha parte. Independente de entrar jogando ou não, estarei preparado para, quando tiver oportunidade, dar meu melhor", disse Antony, em entrevista coletiva na terça.

As demais opções de Tite são os goleiros Weverton e Everson (chamado no lugar de Ederson, com gastroenterite); os laterais Dani Alves e Alex Telles, os zagueiros Eder Militão e Felipe (que substituiu Gabriel Magalhães, dispensado para acompanhar o nascimento da filha); os volantes Fabinho e Bruno Guimarães; o meia Philippe Coutinho e os atacantes Rodrygo, Richarlison e Gabriel Martinelli. O atacante Raphinha, inicialmente convocado, contraiu o novo coronavírus (covid-19) e foi cortado.

Já garantido na Copa, o Brasil lidera as Eliminatórias Sul-Americanas com 39 pontos, cinco a frente da Argentina, segunda colocada. As duas seleções, inclusive, ainda precisam refazer o duelo de setembro, na Neo Química Arena, interrompido logo no começo, após intervenção de agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Polícia Federal.

O Chile aparece em sexto lugar, com 19 pontos, três atrás do Uruguai, quarto colocado, que fecha a zona de classificação direta ao Mundial. A quinta posição, que dá vaga à repescagem, é ocupada pelo Peru, com 21 pontos.

Fonte: Agência EBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário