segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022

UCRÃNIA: JOGADORES QUE ENFRENTARAM RACIONAMENTO DE COMIDA CONSEGUEM DEIXAR PAÍS

Os jogadores Bruno Ernandes e Kleber Juninho, do Girnyk-Sport, conseguiram fugir do ataque russo

Jogadores foram até a Moldávia e devem chegar ao Brasil na terça

Invasão da Ucrânia pelos russos começou na última quinta-feira

Os jogadores Bruno Ernandes e Kleber Juninho, que atuam no Girnyk-Sport, conseguiram deixar a cidade de Horishnni Plavni e fugir do ataque da Rússia à Ucrânia em uma rota pela Moldávia.

"Graças a Deus, deu tudo certo. Hoje ainda pego um ônibus para Bucareste, na Romênia, e de lá parto para o Brasil. Meu voo sai às 18h de segunda e devo chegar ao Brasil na terça, às 7h. Está tudo certo".

Eles começaram a viagem na madrugada deste domingo (27) quando pegaram um trem para a cidade de Odessa, ainda em solo ucraniano. 

De lá, seguiram de carro para a fronteira. Apesar da grande quantidade de pessoas cruzando a divisa, passaram sem grandes dificuldades para a Moldávia.

Mesmo longe dos focos de bombardeio da Ucrânia, em Horishnni Plavni – a 345 km da capital Kiev –, Bruno e Kleber viram de perto o medo e a tensão da guerra, inclusive com racionamento de comida.

"Onde estou não teve bombardeio, ataque, nem nada relacionado. É uma cidade pequena e afastada de Kiev. As pessoas até andam nas ruas, mas os mercados estão cheios, com gente tentando abastecer suas casas, fazendo compras grandes e já tem racionamento de comida. Só deixam comprar um pacote de macarrão por pessoa, por exemplo", contou Bruno.

Ao todo, os jogadores devem cumprir 54 horas em trânsito de viagem para deixar a Ucrânia e chegar em solo brasileiro.

Fonte: G1

DA REDAÇÃO/ MARIA FARIAS



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário