terça-feira, 14 de dezembro de 2021

Variante Ômicron da covid-19 deixa Paraná em alerta

O secretário de Estado de Saúde, Beto Preto, alertou nesta segunda (13) sobre a variante Ômicron da covid-19. 

Apesar de sete casos suspeitos da variante terem sido descartados em Curitiba e Foz do Iguaçu, o secretário afirmou que “a variante Ômicron vai chegar ao Paraná, se já não chegou”.

Ele também pediu mais uma vez que os paranaenses, principalmente aqueles que não tomaram a segunda dose, que se imunizem o mais rápido possível. 

De acordo com a secretaria, mais de um milhão de paranaenses não completaram o calendário de vacinação.

"Grande parte dos óbitos nos últimos dois meses tem relação direta com a falta da imunização completa ou mesmo de pessoas que não tomaram nem a primeira dose. É um apelo que faço, nós chegamos até aqui pelas vacinas."

A chegada da Ômicron adiou os planos do governo do Paraná. Conforme a Saúde do Estado, o objetivo era flexibilizar o uso de máscaras em lugares abertos a partir do dia 15 de dezembro. 

No entanto, diante dos casos confirmados no Brasil, o Estado optou em esperar.

ÔMICRON NO BRASIL

O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que “deve haver” mais do que 11 casos da variante Ômicron no Brasil.

 Assim, o país mantém o bloqueio de voos e viajantes vindos da África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue. 

A variante Ômicron foi identificada pela primeira vez na África do Sul e em Botsuana.

PRIMEIRA MORTE NO REINO UNIDO

Nesta segunda (13), o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, confirmou a primeira morte por causa da nova variante Ômicron. 

Fonte: Portal RSN

DA REDAÇÃO/ MARIA FARIAS

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário