terça-feira, 28 de dezembro de 2021

COMPLETAMENTE ALTERADO, HOMEM RESISTE À VOZ DE ABORDAGEM POLICIAL E ACABA SENDO ATINGIDO POR DISPARO DE ARMA DE FOGO EM MANOREL RIBAS

Ontem, (27) por volta de 16h52 a Polícia Militar de Manoel Ribas recebeu uma solicitação de uma mulher, relatando que a cuidadora de uma senhora de 89 anos teria entrado em contato com a mesma, pedindo ajuda, visto que, o filho da idosa teria adentrado na residência e estaria muito alterado, proferindo xingamentos contra os familiares e a todo tempo se jogava por cima da idosa, qual estaria deitada na cama devido à problemas de saúde e sua idade avançada e também este teria quebrado alguns móveis da residência. Relatou ainda que este estaria de posse de uma arma de fogo.

Atendendo a solicitação, os policiais prontamente deslocaram-se ao local e, ao se aproximar do local a equipe avistou um homem trajando um calção azul, descalço e segurando uma camisa enrolada na mão e aparentando estar discutindo com uma mulher em frente à residência apontada na solicitação, sendo que, este ao perceber a presença da polícia começou a se evadir do local, sendo constatado que de fato seria o filho da idosa, o qual  não acatou a ordem de abordagem do policial e pulou o muro de sua residência.

Diante do fato, um dos policias iniciou o acompanhamento visando abordá-lo inclusive pulando o muro atrás do indivíduo, sendo que, o outro policial também adentrou no local pelo portão da residência. 

No local os policiais deram voz de abordagem,  sendo que, este resistiu o tempo todo e estava  alterado.

Diante de tal resistência e na tentativa de conter o mesmo, um dos policiais utilizou o spray de pimenta, para que assim pudesse fazer uma aproximação segura, porém este não causou efeito algum no indivíduo, qual continuou extremamente alterado e inclusive ameaçando de morte os policiais. 

Em seguida o mesmo que estava na parte externa da residência, pulou a janela de acesso à cozinha, prosseguindo com as ameaças.

No local, em conversa com a esposa e filhas do mesmo, estas relataram que este teria ingerido bebida alcoólica a tarde toda antes de ir à casa de sua mãe.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, os policiais a todo o momento tentavam conversar com o mesmo, pedindo que este acatasse a ordem de abordagem, porém este resistia o tempo todo e continuava com as ameaças, vindo inclusive e relatar que pegaria uma arma de fogo, sendo que para que fosse resguardada a integridade física dos policiais e de todos os presentes foi necessário que um dos policiais realizasse um disparo de arma de fogo em direção ao chão, porém neste momento o mesmo continuou resistindo e inclusive fez menção de pegar algo em meio às roupas no Closet, sendo que neste momento foi necessário o policial realizar mais um disparo em direção á perna do mesmo, visando resguardar a integridade física da equipe, já que havia a notícia de que o mesmo possuía uma arma ade fogo, disparo este que veio a atingir a perna direita o referido homem.

Apesar de ser atingido, o homem ainda assim se manteve agressivo, tentando partir contra a equipe policial, dificultando assim, que fossem realizados procedimentos de primeiros socorros, sendo que após muita resistência foi  possível em seguida que um dos policias aplicasse o torniquete, conforme instruções de atendimento pré-hospitalar em combate, parando o sangramento massivo e possibilitando a preservação da vida do mesmo até a chegada do SAMU, a qual esteve presente no local, como também, a equipe da defesa civil, ambas que tentaram por diversas vezes prosseguir com o atendimento, porém encontrando grande dificuldade, visto que o homem ainda assim permanecia agressivo e se negando em receber atendimento médico.

O mesmo também continuava com a s ameaças contra os policiais e inclusive precisou ser sedado pela equipe do SAMU para que pudessem realizar os procedimentos necessários para a preservação da sua vida. 

Concluído todos os protocolos de primeiros socorros, o homem foi encaminhado para ao hospital de Ivaiporã a fim de receber os demais procedimentos médicos.

Diante dos fatos a equipe policial, arrolou as testemunhas do local  e verificou no sistema que o autor já possui um Boletim de Ocorrência por disparo e arma de fogo, onde consta que este fez disparos com uma arma, cuja no momento da referida ocorrência não foi localizada. 

Consta também que nesta data também os policiais não localizaram nenhuma arma de fogo no local.

OBS. Todas as informações foram extraídas do Boletim de Ocorrência da Polícia Militar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário