sexta-feira, 3 de dezembro de 2021

Através de bilhete menina pede ajuda ao denunciar padrasto por estupro, no Paraná

Uma menina, de 12 anos, escreveu um bilhete pedindo ajuda ao denunciar o padrasto por estupro, em Santo Antônio da Platina, no norte do Paraná. 

Segundo a Polícia Civil, o suspeito, de 36 anos, foi preso. 

O  papel foi encontrado em frente ao banheiro feminino da escola onde a vítima estuda, e o caso foi levado à delegacia pela direção. 

De acordo com o delegado do caso, Rafael Guimarães, parte do bilhete dizia: “Eu sou abusada e estuprada. Socorro, ajuda.” 

Apesar do papel não ter identificação, a direção conseguiu descobrir quem era a vítima, que relatou ser estuprada desde os 7 anos de idade.

Conforme o laudo do Instituto Médico-Legal (IML), foram constatados indícios de violência sexual na garota. 

Por isso, o suspeito foi indiciado por estupro de vulnerável. Segundo a polícia, a vítima disse que o padrasto abusava dela enquanto a mãe saía para trabalhar. 

Após o registro do caso, a Justiça determinou que o suspeito se afastasse do lar e evitasse contato com a vítima.

Entretanto, como isso não ocorreu, o delegado representou a prisão preventiva do mesmo, que foi decretada pelo poder judiciário. 

Ao ter conhecimento do mandado, a defesa do suspeito apresentou o cliente espontaneamente. 

O suspeito negou o crime. Conforme o delegado, a menina será ouvida em juízo, em depoimento especial e acompanhada de psicóloga.

Fonte: G1

DA REDAÇÃO/ MARIA FARIAS

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário