terça-feira, 9 de novembro de 2021

Paraná considera retirar obrigatoriedade de máscaras até o Natal

Entre as medidas impostas pela pandemia, o uso de máscara se tornou obrigatório para se proteger do vírus. 

Porém, conforme o governador Carlos Massa Ratinho Júnior, podemos pensar em um Natal sem o item. 

O Governo do Paraná considera retirar a obrigatoriedade da máscara. Contudo, somente se o Estado chegar a 80% dos adolescentes vacinados contra a covid-19 ainda neste mês.

 “Se em novembro chegarmos em 80% dos adolescentes vacinados, podemos ter um Natal sem máscaras, mas vamos fazer isso de forma muito técnica, sem colocar as pessoas em risco”.

Para isso, a cobertura vacinal precisa avançar para que a decisão seja tomada sem aumentar a contaminação. 

Assim, o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto afirmou que a queda de casos e internamentos por covid-19 são fatores determinantes. 

“Dentro de alguns dias devemos ter 85% da cobertura vacinal em pessoas com mais de 18 anos. Depois disso, com 15 à 20 dias sem aumento de casos e internamentos, vamos tratar da desobrigatoriedade da máscara com mais profundidade”.

Dessa forma, as autoridades afirmaram a possível mudança durante um encontro em Londrina, na última sexta (5). 

No entanto, nesta segunda (8), o Paraná alcançou 80% da população completamente vacinada, isto inclui primeira e segunda dose. 

Além disso, os dados da Secretaria de Estado da Saúde, mostram que há 306 pacientes com covid-19 internados.

Desse modo, o secretário de Saúde, ainda afirmou que “estima-se que até dezembro consigamos chegar na nova meta, permitindo novas flexibilizações, conforme orientação do Governo do Estado. Desde que não tenhamos crescimento de novos casos podemos modificar ainda mais algumas regras”.

OBRIGATORIEDADE

No Paraná, o uso de máscaras é obrigatório desde o dia 28 de abril de 2020. 

A Lei prevê multa em caso de descumprimento. A pena varia entre R$ 106 e R$ 530 para pessoas físicas. 

Já em Guarapuava, o sistema de bandeiramento teve algumas flexibilizações na última sexta (5), porém, a máscara segue sendo obrigatória no município. 

Fonte: RSN

DA REDAÇÃO/ MARIA FARIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário