🔴 RÁDIO PULSAR - SUA RÁDIO CATÓLICA NO CENTRO DO PARANÁ

quarta-feira, 4 de agosto de 2021

Uma cidade do estado do Paraná não registrou nenhum óbito desde o início da pandemia

No mês de julho 142 municípios não registraram óbitos, dentre eles três municípios da região central

Desde o início da pandemia da Covid 19 o estado do Paraná já registrou  1.376.711 casos confirmados e 35.086 óbitos, onde durante todo este período o estado viveu momentos difíceis com recorde de mortes e em outros em que a situação estava em estabilidade, porém no ano de 2021 em que todos esperavam ser um ano melhor, infelizmente no primeiro semestre a situação foi muito diferente do esperado.

Os daos assustaram tanto as grandes cidades, quanto as pequenas, onde houve um aumento dos caos e a superlotação resultou em filas na espera por leitos até mesmo nos pequenos municípios.

Porém dentre estes dados existe um fato que chama atenção, onde uma pequena cidade com 2.470 habitantes chamada Boa Esperança do Iguaçu, que fica localizada na região de Francisco Beltrão, a qual pertence para a  8ª Regional de Saúde, ainda não registrou óbitos desde o começo da pandemia  em março de março de 2020. Já no que se refere aos casos confirmados desde o início da pandemia até o dia 02 de agosto apenas181 casos confirmados de Covid-19.

Ainda segundo dados de um levantamento feito pela Secretaria Estadual de Saúde SESA, e divulgados neste dia 02 de agosto,  o mês de julho de 2021 apresenta dados positivos, com uma redução no número de mortes, inclusive com 141 cidades que não tiveram nenhum óbito, dentre estes estão três munícipios da região central sendo eles Manoel Ribas, Nova Tebas e Mato Rico, ambos pertencentes à 22ª Regional de Ivaiporã, em outra cidades houve uma redução significativa, o que trás mais esperança para todos, pois aí se vê a eficácia da vacinação no estado.

Por isso se já chegou a sua vez não deixe de se vacinar, pois só assim será possível aos poucos voltarmos à nossa a rotina normal e a dar passos maiores em todos os setores especialmente na economia.

Informações extraídas do site AEN/PR

Nenhum comentário:

Postar um comentário