segunda-feira, 19 de abril de 2021

PARANÁ - Mulher assediada leva o maior susto na delegacia: assediador era ‘namorado’ do marido dela

Uma professora de 41 anos, casada, mãe de dois filhos, moradora de Curitiba, decidiu fazer a coisa certa e denunciar à polícia um homem que estava a assediando pelo celular.

Fez em sigilo, sem o marido saber, porque ele é muito ciumento. 

O que ela não esperava, e descobriu durante a prisão do assediador, o pedreiro Jean Carlos Neves, 51 anos, é que o criminoso era parceiro sexual do marido dela há anos. 

Tanto Jean, quanto o marido da vítima, foram presos, pois juntos armaram toda a situação.

Os assédios começaram na quinta-feira (15) pela manhã. 

A mulher recebeu mensagens de cunho sexual no celular, com Jean querendo marcar encontro com ela. 

A professora ficou muito nervosa, sem saber o que fazer. Mas se acalmou e passou a trocar mensagens com ele, para entender melhor quem era o homem e o que estava acontecendo.

Nisso, ela decidiu chamar a polícia. Com medo de alguma reação do marido ciumento, não contou nada a ele. 

Entregou à polícia as mensagens, fotos, áudios de Jean a assediando e vídeos que ele mandou, tendo relações sexuais com diversos outros parceiros.

Com a orientação da polícia, a professora aceitou o encontro nesta sexta-feira (16). 

Para garantir que ia se encontrar com a pessoa certa, pediu foto de Jean e do carro que ele usaria. 

Então ela foi ao local e hora marcados, ao lado de uma loja de eletrodomésticos no Sítio Cercado, junto com uma amiga e com a polícia.

Assim que a mulher fez menção de entrar no carro dele, a polícia abordou o assediador. 

Ele foi preso em flagrante por crime de importunação sexual.

Surpresa constrangedora

Conforme o delegado Rinaldo Ivanike, do 10.º Distrito Policial da capital, enquanto os investigadores vasculhavam o celular de Jean, encontraram mensagens muito comprometedoras.

Ele era parceiro sexual do marido da vítima assediada. 

E foi o próprio marido que passou o telefone da professora a Jean, que a partir das coisas que o parceiro falava, também ficou com vontade de ter relações sexuais com a professora.

No fim das contas, os dois homens foram presos pela importunação sexual contra a professora. 

Jean, é morador de Fazenda Rio Grande e, assim com o parceiro sexual, também é casado e tem esposa.

A mulher, quando soube de tudo na delegacia, entrou em estado de choque e começou a chorar e falar incessantemente. 

Ela não sabe por qual motivo o marido fez isso com ela, nem porque cedeu seu telefone ao assediador. 

Mas disse que desconfia que o relacionamento extraconjugal do marido possa ter começado depois que o filho mais novo deles nasceu.

Fonte: Ricmais

DA REDAÇÃO/ MARIA FARIAS

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário