sábado, 27 de março de 2021

Guarapuava - PM flagra 13 pessoas em um bar que funcionava com portas fechadas

O número de contaminados e mortes não para de subir em Guarapuava, que já acumula 184 mortos pela covid-19. 

E mesmo assim, algumas pessoas insistem em promover encontros e aglomerações. 

Na noite dessa sexta (26), uma equipe da Polícia Militar flagrou 13 pessoas dentro de um bar na rua Paraná, no bairro Bonsucesso. 

Assim, a polícia se deslocou até o comércio para dar apoio à fiscalização municipal. Conforme PM, o bar estava funcionando, com as portas fechadas. 

No local, a fiscalização da prefeitura informou que não conseguiu contato com o responsável do estabelecimento.

 Além disso, informou que quando ele viu as viaturas, apagou as luzes e desligou o som. 

PORTAS FECHADAS 

Posteriormente, um homem de 47 anos abriu a porta e se identificou como proprietário do estabelecimento. 

Ele relatou que as pessoas que estavam no bar pagavam a conta para ir embora. 

No entanto, vale lembrar que pelo decreto, os bares fecham às 20h. A ocorrência foi às 21h30. 

Conforme relato policial, além do dono do bar os policiais constataram que no local havia outras 12 pessoas, sendo oito homens e quatro mulheres. 

Os homens tinham 27, 42, 43, 44, 48, 56, 58 e 65 anos. Já as quatro mulheres tinham 22, 38, 39 e 41 anos. 

Todos estavam aglomerados, sem máscara e fazendo uso de bebida alcoólica. 

Por estarem contrariando as medidas sanitárias contra a covid-19, a equipe da fiscalização municipal confeccionou as notificações pertinentes. 

Em seguida, a equipe PM encaminhou as partes até o primeiro cartório do termo circunstanciado no 16º BPM, para que fossem tomadas as medidas legais cabíveis.

CONFRATERNIZAÇÃO 

Na madrugada de sexta (26), a PM encerrou uma confraternização em um estabelecimento em Guarapuava, com pelo menos 10 pessoas no bairro Vila Carli. 

Por fim, é preciso dizer que além de descumprir o decreto que restringe a circulação de pessoas e estabelece regras para o funcionamento do comércio, quem participa dessas festas desafia a morte e desrespeita a vida do próximo.

DA REDAÇÃO/ MARIA FARIAS

Fonte: RSN

Nenhum comentário:

Postar um comentário