sábado, 20 de março de 2021

Fiscalização contra a Covid-19 fecha tabacarias e distribuidoras de bebidas e aplica R$ 55 mil em multas, em Curitiba

Equipes de fiscalização da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu) de Curitiba fecharam quatro estabelecimentos na noite de sexta-feira (19).

Que, de acordo com a prefeitura, descumpriam decretos com medidas restritivas contra Covid-19.

Ao todo, foram aplicados seis autos de infração nos estabelecimentos, com um total de R$ 55 mil em multas.

Atividades como tabacarias, bares e casas noturnas estão proibidos de funcionar pelo decreto da bandeira vermelha. 

As medidas mais restritivas começaram a valer no dia 13 de março e, na sexta-feira (19), foram prorrogadas até o dia 28 de março.

Além disso, está valendo na cidade o toque de recolher das 20h às 5h. No período, além de não poder haver circulação de pessoas na cidade, está proibida a venda de bebidas alcoólicas.

Fiscalização

No CIC, as equipes fecharam uma distribuidora de bebidas e tabacaria, que foi multada em R$ 20 mil. 

Além de ser uma atividade proibida pelo decreto em vigor, o local vendia bebidas alcóolicas depois das 20h.

Outro estabelecimento que funcionava como tabacaria e distribuidora de bebidas também foi fechado no São Braz e multado em R$ 20 mil.

Segundo a prefeitura, ainda um bar foi autuado em R$5 mil no bairro Mercês e no Batel uma tabacaria foi paralisada e autuada em R$10 mil.

De acordo com a prefeitura, de segunda (15) à madrugada de sábado (19) foram realizadas 200 vistorias, das quais 61 terminaram com a interdição dos espaços e 57 autos de infração lavrados, somando R$ 360 mil em multas.

Covid-19 em Curitiba

Desde o início da pandemia, Curitiba teve 162.870 casos confirmados de Covid-19, segundo a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), desde o início da pandemia. 

Em um ano, 3.422 pessoas morreram vítimas da doença na cidade.

Desde quinta-feira (18), a cidade está com todos os leitos de UTI do SUS para Covid ocupados. 

São 465 leitos na cidade e nenhuma vaga para novos pacientes.

Além disso, 182 pacientes estão na fila por um leito de UTI no município, segundo a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa).

DA REDAÇÃO/ MARIA FARIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário