🔴 OUVIR PULSAR FM (CLIQUE PLAY)

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

GUARAPUAVA - Acusado de matar Camila é condenado a 21 anos de prisão

Um ano e cinco meses depois de assassinar Camila Ferreira a facadas às margens da PR-466, a justiça condenou José Pedro Antunes dos Santos, conhecido como ‘Zé Pedro’ a 21 anos e seis meses de reclusão e 12 dias-multa. 

De acordo com a sentença do Tribunal do Júri, que ocorreu nessa quinta (18) no Fórum de Guarapuava.

A condenação foi por homicídio duplamente qualificado com métodos que impossibilitaram a defesa da vítima e feminicídio em conexão com o crime de furto simples. 

Zé Pedro não teve concedido o direito de apelar em liberdade.

RELACIONAMENTO DÍFICIL 

Conforme informações, a jovem Camila foi morta e abandonada às margens da rodovia nas redondezas de Guarapuava em 18 de setembro de 2019, pelo homem que ela amava. 

Denilda Ferreira, mãe da vítima, deu um relato emocionante  em 20 de setembro de 2019. 

A mãe da jovem compartilhou a triste e curta ‘história de amor’ da filha. Camila, pelo que se sabe, conheceu Zé Pedro pela internet. 

Eles começaram um relacionamento. Entretanto, já nos primeiros dias de namoro ela foi morar na casa da mãe dele.

Para a família da jovem, até então Zé Pedro era um bom homem. Frequentava a casa da família e ia à igreja com eles.

 “Ele levava a Bíblia embaixo do braço e dizia que se minha filha quisesse ficar com ele, ela tinha que ir pra igreja”.

 Contudo, logo os sinais de violência começaram a aparecer.

 “Ele a impediu de trabalhar, dizia que ele sustentaria a casa. Fiquei sabendo, que ele verificava as roupas íntimas dela na hora em que ia sair e na hora em que retornava”. 

Além disso, Denilda contou que testemunhas disseram que uma certa vez ele a surrou dentro do carro em uma festa.

Conforme a mãe, a irmã mais velha de Camila e uma outra amiga sabiam das agressões. 

Elas aconselhavam a jovem a romper o relacionamento. Mas ela acreditava que “ele iria mudar”. 

DIA DO JÚRI 

Justiça! Esse foi o pedido que movimentou a avenida Manoel Ribas em frente ao Fórum da Comarca de Guarapuava na manhã de ontem (18) no dia do julgamento de Zé Pedro.

DA REDAÇÃO/ MARIA FARIAS

Fonte: RSN

 

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário