sexta-feira, 11 de dezembro de 2020

MORADOR DE MANOEL RIBAS É CONTEMPLADO COM PRÊMIO DO NOTA PARANÁ

Nesta quinta-feira aconteceu mais um sorteio do Prêmio Nota Paraná, e o contemplado com um 1 milhão de reais é morador da região Metropolitana de Curitiba.

Já o  segundo e terceiro  no valor de 200 mil reais, saíram para Curitiba e o outro para Manoel Ribas.

Foram liberados também 20,9 milhões em créditos para os consumidores.

e além destes, ainda foram sorteados mais 100 prêmios de 10 mil reais e mais 40 mil prêmios de 10 reais.

No total o Nota Paraná sorteou 5 milhões - 2,8 milhões para os cidadãos que colocaram o CPF na nota fiscal e mais 2,2 milhões para instituições sem fins lucrativos .

Você que ainda não fez seu cadastro no Nota Paraná é muito fácil, basta acessar o site https://notaparana.pr.gov.br/nfprweb/publico/CadastroConsumidor e realizar o seu cadastro você terá o direito de solicitar o seu cartão, e cada vez que for realizar suas compras você pode solicitar a inclusão do seu CPF na nota fiscal e ainda ter o reembolso do valor do ICMS desta compra, entenda como funciona:

Prêmios:

A cada R$ 200,00 em compras você ganha um bilhete eletrônico. Com ele você concorre a prêmios que vão desde R$ 10,00 até R$ 1.000.000,00, todos os meses.

A cada mês é realizado um sorteio com base na loteria federal, e milhares de pessoas serão premiadas. O primeiro sorteio foi realizado em dezembro/2015, com os bilhetes gerados das compras de agosto/2015. Você poderá conferir seus bilhetes eletrônicos em www.notaparana.pr.gov.br.

Cada bilhete é válido para um único sorteio. Mensalmente são gerados novos bilhetes para o próximo sorteio.  

Todas as suas compras de um mês são somadas para gerar os bilhetes eletrônicos. Assim, se você faz 4 compras de R$ 70,00, totalizando R$ 280,00, o sistema gera 2 bilhetes eletrônicos. Além disto, a primeira compra do mês também gera um bilhete eletrônico, independentemente do valor. Apenas compras abaixo de R$ 10.000,00 geram bilhetes.


Devolução do ICMS:

O Governo devolve 30% do imposto recolhido pelo lojista.

Por este motivo não é possível calcular na hora da compra o quanto você vai ganhar. É uma devolução do imposto; então é necessário aguardar o pagamento ser realizado pelos lojistas para que o governo possa calcular o valor a ser devolvido.

O comércio tem que calcular mensalmente o imposto a pagar. Este valor varia muito mês a mês. Depende de variáveis como o valor total do faturamento, o tipo de produto vendido, o volume de compras no mês, etc. Ou seja, mesmo que você compre o mesmo produto pelo mesmo valor, o valor a ser devolvido muda.

E como se faz o cálculo? Simples:

  • Aguardamos até o terceiro mês depois da compra, para o fechamento e pagamento do imposto pelos lojistas.
  • Calculamos 30% do que foi pago. 
  • Dividimos este valor proporcionalmente entre todos que pediram CPF na Nota.

 

Exemplos práticos:


Exemplo 1:


Você comprou um produto numa certa loja por R$ 1.000,00 e pediu CPF na nota.

Outra pessoa comprou algo na mesma loja por R$ 500,00 e pediu CPF na nota.

 

Todos os outros clientes compraram sem pedir CPF na nota.

O lojista fechou o cálculo do ICMS do mês e pagou R$ 80,00.

 

Cálculo:

30% do imposto que o lojista pagou -> 30% x 80,00 = 24,00 (valor a ser devolvido)

Total de compras com CPF na Nota: -> 1.000,00 + 500,00 = 1.500,00

Seu valor: -> 1.000,00/1.500,00 x R$ 24,00 = R$ 16,00


Valor do outro cliente: -> 500,00 / 1.500,00 * R$ 24,00 = 8,00


Distribuição do ICMS pago pelo lojista:

Estado                                R$ 56,00

Você                                    R$ 16,00

Outro Cliente                      R$   8,00

TOTAL                                  R$ 80,00

 

Exemplo 2, com mais consumidores pedindo CPF na Nota:


Você comprou um produto por R$ 1.000,00 e pediu CPF na nota.

Outra pessoa comprou algo por R$ 500,00 e pediu CPF na nota.

5 pessoas pediram CPF na nota num total de R$ 3.500,00

Todos os outros clientes compraram sem pedir CPF na nota.

O lojista fechou o cálculo do ICMS do mês e pagou R$ 80,00.

 

Cálculo:

30% do imposto que o lojista pagou -> 30% x 80,00 = 24,00 (valor a ser devolvido)

Total de compras com CPF na Nota: -> 1.000,00 + 500,00 + 3.500,00 = 5.000,00

Seu valor: -> 1.000,00/5.000,00 x R$ 24,00 = R$ 4,80

 

Valor do outro cliente: -> 500,00 / 5.000,00 * R$ 24,00 = 2,40

Demais clientes: -> 3.500,00/5.000,00 * R$ 24,00 = 16,80

  

Distribuição do ICMS pago pelo lojista:

Estado                                  R$ 56,00

Você                                    R$   4,80

Outro Cliente                     R$   2,40

Demais clientes                R$ 16,80

TOTAL                                 R$ 80,00

 

Ou seja, mesmo comprando a mesma coisa, seu crédito é menor porque mais pessoas compraram pedindo CPF na nota.

Outra coisa importante a lembrar é que muitas empresas e produtos não pagam ICMS. Assim, há situações em que, independentemente do valor da compra, o Estado não recebe nada e, portanto, não há devolução. Mas em qualquer caso são gerados bilhetes para concorrer aos sorteios. 

Também não importa se sua compra é de um produto que não paga imposto. Se o estabelecimento pagou ICMS, então você entra no rateio e recebe sua parte.

Fonte: notaparaná

Nenhum comentário:

Postar um comentário