terça-feira, 21 de julho de 2020

PITANGA - MÃE PROCUROU A POLÍCIA APÓS CONSTATAR QUE SUAS FILHAS HAVIAM DESAPARECIDO

Lei institui o alerta imediato para resgate de pessoas ...Compareceu nesta na sede da 3ª companhia, uma mulher, relatando que teria se ausentado da residência por volta das 19h30min e retornou próximo das 20h30min, quando percebeu que suas filhas de 17 e  13 anos, não estavam em casa. 

Informou que por volta das 20h00min teria entrado em contato com a mais velha pelo telefone celular e que após isso não conseguiu mais contato, pois o telefone está desligado. Informou também que uma delas é portadora de deficiência física, que possui deficiência nas pernas e que tem problemas de saúde. 

Dessa forma foi entrado em contato com o Conselho Tutelar, que compareceu na sede da 3º Cia e acompanhou a genitora das adolescentes. 

Repassados às informações e características a equipe de serviço, que realizou patrulhamento para tentar localizá-las. 


Ressalta-se que foi tentado entrar em contato com a 45ª Delegacia de Pitanga para repassar as informações, mas que não foi conseguido via telefone, mas que a conselheira  ligou para o investigador de plantão, para verificar as imagens das câmeras de monitoramento da DRP, mas que este informou estar inoperante. 


Enquanto era confeccionado o Boletim de Ocorrência a equipe RPA, informou que recebeu informações que duas meninas com as mesmas características estariam andando pela rodovia, sentido trevo do Arroio Grande pedindo carona até a cidade de Santa Maria do Oeste. 

Dessa forma, a equipe deslocou sentido Santa Maria, e realizado contato com a equipe de serviço de lá e repassado as informações. 

Ressalta-se também que nesse período, o investigador compareceu à 3ª Cia e saíram em diligencias, juntamente com o Conselho Tutelar a fim de localizá-las. 

Confeccionado o Boletim de Ocorrência e orientado solicitante. 

As duas menores foram localizadas, e passam bem.

Fonte: Polícia Militar

Da redação/ Sandra Laciuk

Nenhum comentário:

Postar um comentário