sábado, 4 de abril de 2020

PREFEITO DE IPORÁ PEITA RONALDO CAIADO E AUTORIZA ABRIR O COMÉRCIO: “NÃO VOU ACEITAR ESSA DITADURA. QUE VENHAM ME PRENDER”


A guerra está declarada! O prefeito de Iporá, Naçoitan Leite (PSDB), autorizou o comércio da cidade a reabrir normalmente à partir de segunda-feira,06/04, contrariando o decreto do governador Ronaldo Caiado (DEM) que proibiu por mais 15 dias abertura do comércio de atividades não consideradas essenciais à vida.

Naçoitan Leite disse que Iporá não tem mais condições de ficar com o comércio fechado por mais 15 dias. 

Os estabelecimentos voltarão a abrir as portas e vão funcionar cumprindo exigências como distanciamento entre clientes e higienização reforçada nos locais. 

Aulas continuam suspensas e idosos e pessoas com doenças preexistentes devem continuar o isolamento social, conforme destacou o prefeito em entrevista ao site Mais Goiás.

“Eu não aceito prender trabalhador e comerciante. Tem que prender bandido. O povo só quer trabalhar. As pessoas de bem não podem ser presas porque vão voltar ao trabalho. Não vou aceitar essa ditadura. Que venham me prender”, disparou.

Para o prefeito de Iporá a única saída para que não haja uma quebradeira geral no município é a reabertura total do comércio.

“O governador não atendeu o decreto do Governo Federal. Por que nós, prefeitos, temos que atender às determinações estaduais? Os municípios podem tomar suas próprias decisões, são os prefeitos quem sabem a real situação das cidades. 

Afirmo com tranquilidade que se o comércio continuar fechado tanto o município quanto os estabelecimentos vão quebrar”, comentou.

O prefeito de Iporá conta que a população da sua cidade está passando fome sem poder trabalhar para buscar o pão de cada dia

“Só essa semana entregamos mil cestas básicas porque o povo não tem o que comer. Na próxima semana vai ser 3 mil e depois 10 mil. 

As pessoas não querem presente, elas querem trabalhar”. Nós vamos respeitar o decreto até este sábado, dia 04. 

Fui um dos que respeitei, mas não dá para fazer isso por mais 15 dias. Vamos respeitar os cuidados para evitar o vírus, mas na segunda, 06/04, vamos voltar com a cabeça erguida”.

Lembrando que semana passada o prefeito de Acreúna, no sudoeste Goiano, tentou reabrir o comércio da cidade, mas foi contido depois que o Governo de Goiás mandou 30 viaturas da Polícia Militar para garantir o fechamento das empresas.

Fonte: Revista Paraná

DA REDAÇÃO/ MARIA FARIAS


Nenhum comentário:

Postar um comentário