terça-feira, 3 de março de 2020

PAIÇANDU - Seis meses após agressão a mulher que ficou tetraplégica, autor segue foragido

Passados quase seis meses do feminicídio que deixou Michele de Souza Brito, moradora de Paiçandu, tetraplégica, o agressor, Weber de Oliveira Simão, segue foragido. Movidos pelo sentimento de revolta, familiares e amigos organizam, pelas redes sociais, uma manifestação para o próximo final de semana. 
Michele foi espancada pelo então namorado durante um churrasco no bairro jardim Ouro Verde, em Paiçandu, no dia 7 de setembro do ano passado. Após passar alguns dias na UTI, ela foi para casa. Mas, segundo relatos de pessoas próximas, não fala e se alimenta por sonda. Os organizadores programam uma concentração para sábado (7), às 14h, em frente à delegacia de Paiçandu.
  
Qualquer informação relevante sobre o paradeiro de Weber de Oliveira pode ser repassada para o WhatsApp (44) 99755-5953 (Polícia Civil).

Fonte: Matéria extraída do Blog Welington Jhonys

Da redação/ Sandra Laciuk

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Ouça a Impactus FM