quarta-feira, 11 de março de 2020

Número de mortes por dengue sobe para 37 no Paraná, diz secretaria

O número de mortes por dengue no Paraná subiu de 30 para 37, conforme boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (10) pela Secretária de Estado da Saúde (Sesa). O estado tem 52.652 casos confirmados de dengue – 8.211 casos a mais que na semana passada.
Entre as novas mortes registradas, cinco são de pessoas que moravam em Maringá, no norte do estado, uma em Santa Cruz de Monte Castelo, no noroeste, e outra em Barbosa Ferraz, no centro-Oeste.

Segundo a secretaria, 348 municípios apresentaram notificações da doença; 285 têm casos confirmados e 124 estão em epidemia. O estado totaliza 130.472 notificações para a dengue.
Do total, 45.697 são casos autóctones – quando as pessoas contraem a doença na cidade onde moram, e 315 casos importados.
O boletim epidemiológico reúne dados coletados desde julho de 2019.

Reforço na eliminação de criadouros

A Sesa afirmou que vai realizar nesta semana, em parceria com as secretarias municipais de saúde, a remoção mecânica de criadouros do mosquito Aedes Aegypti em Bandeirantes, Sertaneja e Medianeira.
Na semana passada, o trabalho foi feito em Barbosa Ferraz. Conforme a secretaria, a remoção mecânica, em contramão à utilização de produtos químicos como o fumacê, vem demonstrando maior efetividade nos resultados.
De acordo com a secretaria, nesta ação os técnicos da Vigilância Ambiental investigam minuciosamente os pontos críticos que estão servindo de criadouros e fazem a eliminação técnica, inclusive com aplicação de larvicida, caso avaliem necessário.
Todas as faixas etárias são igualmente suscetíveis à doença. Porém, segundo o Ministério da Saúde, as pessoas mais idosas têm maior risco de desenvolver dengue grave e outras complicações que podem levar à morte, assim como as gestantes e crianças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário