quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Picada de escorpião mata menina de 7 anos; avó morre após receber a notícia em São Paulo


Um caso triste abalou moradores de Franco da Rocha, na Grande São Paulo, na última segunda-feira (14). 

Uma menina de sete anos morreu após ser picada por um escorpião e sua vó passou mal e também faleceu após saber que a neta não havia resistido. 

A criança chegou na UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) do município por volta das 5h15 e, segundo equipe médica, já estava em estado grave. O local, porém, não tinha aplicação de soro para picadas de escorpião.

A orientação da Prefeitura de Franco da Rocha é que o paciente seja encaminhado à Santa Casa de Francisco Morato, referência nesse tipo de tratamento. 

A menina, porém, foi levada a um outro hospital do município vizinho, que também não tinha o soro. Quando o antídoto chegou, os médicos aplicaram à paciente, que não resistiu.

 Mais tarde, por volta das 20h40, a avó da menina foi à UPA de Franco da Rocha com uma parada cardiorrespiratória. Apesar de 20 minutos de esforço da equipe médica para reanimá-la, ela não resistiu e também morreu.

Ambas foram enterradas nesta terça-feira (15), no Cemitério da Paixão, também em Franco da Rocha. 

A prefeitura afirmou que, desde o início do ano, 25 pessoas foram picadas por escorpiões, sendo o caso da menina a primeira morte. 

A Polícia Civil investiga se houve negligência no tratamento da paciente, já que o protocolo da prefeitura, em conjunto com a Vigilância Epidemiológica estadual, não foi cumprido. 

Em nota, a administração de Franco da Rocha justificou a escolha da equipe médica de transferência para outro hospital por este possuir “UTI pediátrica adequada”.


Da Redação/ Maria Farias

Nenhum comentário:

Postar um comentário