terça-feira, 20 de agosto de 2019

Receita Estadual aplica 32 multas em poucas horas em Guarapuava

Uma Força-tarefa da 5ª Delegacia Regional da Receita Estadual faz desde essa segunda (19), uma fiscalização de combate à sonegação de impostos em Guarapuava. 

Auditores fiscais, agentes fazendários, equipe da Rotam da Polícia Militar e prefeitura de Guarapuava participam da operação Em um balanço parcial, de um dia e meio de fiscalização, a força-tarefa aplicou 32 multas. 

Foram recuperados impostos no valor de R$ 67 mil. Entre as irregularidades encontradas, os fiscais encontraram um caminhão que transportava 16 cabeças de gado sem nota fiscal.

Outro caso registrado pela Receita Estadual, se refere a uma carga de madeira serrada, também sem nota. A fiscalização ocorre até sábado (24) em todo o município e é referente a Nota Fiscal do Produtor Rural. 

De acordo com o auditor fiscal, Helder Marques Yano, a força-tarefa está cobrando que o produtor rural circule com a mercadoria, munido da nota fiscal. 

O foco é acompanhar e monitorar todos os veículos que transportem mercadorias, especialmente a produção primária, com origem no município, como por exemplo, toras de madeira, gado, erva-mate e grãos.

REGIÃO DE GUARAPUAVA

De acordo com o auditor fiscal da receita estadual, Guarapuava está entre os 30 municípios que mais recebem repasses do governo estadual. 

Quanto maior a comprovação da riqueza gerada no município, maior será o retorno em recursos por parte do Estado. 

Assim, a cada R$ 4, o Estado devolve R$ 1. “É um problema de educação. O cidadão acha que tem direito, mas esquece os deveres. É sempre o outro que tem que fazer, e se esquece de cumprir com suas obrigações. Emitindo a nota fiscal do produtor rural, você cumpre com a obrigação”. 

O chefe da divisão de nota fiscal do produtor rural da prefeitura de Guarapuava, Ueudes Motta, acompanha os trabalhos. “Essa fiscalização do uso da nota será constante, mesmo após o término da operação. Com isso, os recursos necessários serão repassados do Estado para o município.” 

BALANÇO 

Este ano, a força-tarefa já lavrou multas e recuperou impostos no valor de R$ 1,6 milhão só na Região de Guarapuava. Nos primeiros sete meses deste ano, o recolhimento para a Região de Guarapuava – que inclui outros 38 municípios – está acima da previsão. 

Assim, o percentual foi de 23,68%. Entretanto, a média estadual de arrecadação no mesmo período foi de -1,77%. “Assim, Guarapuava e Região têm contribuído muito para que esse número não fosse ainda pior. 

Significa dizer que a cada R$ 100 previstos de gastos no orçamento do governo, o Estado conseguiu recolher apenas R$ 98,23”, afirmou o auditor. A média alta da Região de Guarapuava tem evoluído nos últimos três anos. 

Em números, o retorno tem sido de R$ 3 bilhões ao ano. Isso com pagamento de impostos na casa dos R$ 2,5 bilhões. 

Por fim, de acordo com a Receita Estadual, a fiscalização conjunta com a Polícia Militar, não inibe apenas a sonegação pela ausência da nota fiscal. 

SERVIÇO 

Em Guarapuava, a Secretaria de Finanças disponibiliza de forma gratuita, os formulários para os produtores do município. Assim, só precisa passar no setor de nota fiscal do produtor rural, que fica no prédio da rodoviária. Funciona das 8h às 12h, e das 13h às 17h.
Da Redação/ Maria Farias

Fonte: RSN

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Ouça a Impactus FM