segunda-feira, 3 de junho de 2019

Motorista jogou uísque fora antes de abandonar amigos feridos após colisão em SP


O motorista envolvido na colisão que matou um jovem na madrugada de domingo (2), na Rodovia Anhanguera (SP-330), em São Joaquim da Barra (SP), dispensou quatro garrafas de uísque que estavam no carro antes de deixar o local do acidente, segundo uma testemunha.

De acordo com o caminhoneiro Junior Melo Silveira, Marcos Paulo Hasimoto Ribeiro tinha sinais de embriaguez e fugiu por uma mata no momento da chegada do resgate, abandonando os amigos feridos.

Segundo a polícia, o estudante de 26 anos ainda não se apresentou para prestar esclarecimentos.

O químico Lucas Lemos da Silva, de 23 anos, morreu no local.  

O almoxarife Ênio da Silva Costa Junior, de 35 anos, ficou gravemente ferido e está internado em um hospital particular, em Ribeirão Preto (SP).

Segundo o boletim de ocorrência, os três tinham participado de uma festa em São Joaquim da Barra, e seguiam para Guará quando o carro em que estavam bateu na traseira do caminhão dirigido por Junior.

O caminhoneiro prestou socorro às vítimas, passou pelo teste do bafômetro, que não apontou consumo de bebida alcoólica, e foi liberado após registro da ocorrência. Ele não ficou ferido.

Colisão

O motorista do caminhão afirmou que seguia por volta das 5h20, sentido São Joaquim da Barra- Guará, quando percebeu o impacto na traseira do veículo. Segundo Junior, o carro, um VW Golf, atingiu o lado esquerdo, capotou e foi parar no canteiro que divide as pistas.

Após parar e verificar que havia vítimas presas nas ferragens, Junior diz que voltou ao caminhão para pegar uma lanterna e viu quando o motorista dispensou garrafas de bebida.

“Deu para perceber que ele estava visivelmente alcoolizado. Era uísque. Eu contei umas quatro garrafas que ele jogou fora. O investigador ainda conseguiu recuperar uma que estava no veículo.”

De acordo com Junior, Ribeiro estava desorientado e deixou o local logo após a chegada do resgate. 

Ainda segundo o caminhoneiro, outro motorista relatou que o carro em que as vítimas estavam fazia manobras perigosas na rodovia.

“O casal que parou e me ajudou a prestar socorro disse que viu ele fazendo um zigue-zague tipo ‘Velozes e Furiosos’. Chega bem próximo do veículo e tira ‘fino’ sabe? Ele tirou um ‘fino’ do meu caminhão, pegou de raspão e ele rodou na pista.”

Investigação

O caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo, quando não há intenção de matar. 

De acordo com o boletim de ocorrência, uma garrafa de uísque contendo um terço da bebida e um copo foram apreendidos ao lado do veículo, no local do acidente.

A perícia esteve no local e o laudo deve ajudar a esclarecer as causas da colisão. O carro ficou completamente destruído, foi apreendido e levado ao pátio de Guará. 

Já o caminhão teve o para-choque e um pneu danificados.

O corpo de Lucas foi enterrado nesta segunda-feira, em Guará. 
Familiares não quiseram gravar entrevista.
Da Redação/Maria Farias

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Ouça a Impactus FM