segunda-feira, 17 de junho de 2019

Padrasto é preso como principal suspeito da morte de bebê de 4 meses em Campo Mourão

Um jovem de 24 anos, padrasto de José Gabriel, de apenas 4 meses, encontrado morto na manhã dessa segunda-feira (17).

No interior de uma residência, localizada na rua José Roberto Rodrigues, no jardim Modelo, em Campo Mourão, foi preso pela Polícia Civil como principal suspeito da morte do bebê. 

O rapaz é usuário de crack, e mesmo tendo registrado a criança em seu nome, não aceitava o fato de não ser o pai biológico de Gabriel. A criança apresenta um afundamento de crânio. 

Durante a madrugada, o padrasto da vítima e a mãe tiveram uma briga e entraram em vias de fato. 

Segundo informações, o suspeito teria sentado sobre a cabeça da criança, o que teria causado sua morte. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.  

A criança foi encontrada morta hoje pela manhã. Os próprios pais acionaram o Samu, que apenas confirmou o óbito. 

Uma equipe da Polícia Militar (PM) foi acionada e esteve no local até a chegada da Polícia Civil.  

O padrasto da criança não morava junto com a mulher. Segundo informações ele esteve na noite de ontem na casa da mãe do bebê e a levou para sua residência, onde iniciou a briga.  

Segundo informações repassadas por parentes da mãe da criança, o acusado tinha bastante ciúmes do bebê por não ser seu filho biológico. 

O jovem e a mãe da criança, que não teve a identidade divulgada, foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos. 

O corpo da criança foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia.

Este é o 9º homicídio ocorrido este ano em Campo Mourão. 
Fonte: Tribuna do Interior

Vídeo/Serviços Campo Mourão

Da Redação/Maria Farias

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Ouça a Impactus FM