Ouça a Impactus FM

domingo, 12 de maio de 2019

TRIBUNAL DE JUSTIÇA INOCENTA ENVOLVIDOS DA OPERAÇÃO SACRILÉGIO, DENTRE ELES O PADRE SÉRCIO

Nesta quinta-feira 09 de maio, o tribunal de Justiça do Paraná, pela decisão da maioria,  inocentou os 4 envolvidos na Operação Sacrilégio, a qual investigou possíveis desvios de dinheiro na reforma da Casa de Formação de Líderes Nossa Senhora de Guadalupe, pertencente à Mitra Diocesana, em Guarapuava, na qual estava envolvido o Padre Sércio Catafesta, ex-ecônomo Administrador da Diocese de Guarapuava.
O advogado "Loêdi Lisovski recorreu da decisão, da qual Padre Swercio havia sido cpondenado "pela juíza da 2ª Vara Criminal de Guarapuava, Paôla Gonçalves Mancini, a 10 anos, dois meses e 15 dias de prisão em regime fechado por apropriação indébita de dinheiro, a partir da apresentação de notas frias e superfaturadas, e tambem ao pagamento de multas no valor de R$ 66.200,00, e pode recorrer em liberdade.
Sendo que, além do padre, outros três também foram condenados  com penas variando entre 2 anos e 4 meses e 3 anos e 4 meses em regime aberto, estas que foram substituídas por prestação de serviços à comunidade.

Segundo a decisão, o TJ entendeu que todas as transações financeiras feitas pelo padre tinham a anuência da Diocese, diante disso entendeu-se que o fato não foi crime, pois tinha a autorização da Mitra Diocesana, palavras do criminalista Lisovski.

Na época da denuncia, o bispo D. Antonio Vagner, saiu em defesa do sacerdote e pediu a absolvição dos envolvidos.

Da redação/ Sandra Laciuk

Nenhum comentário:

Postar um comentário