quarta-feira, 22 de maio de 2019

Homem é mantido refém durante quatro dias em boate por suposta cobrança de dívida, em Curitiba


Seis pessoas foram presas em Curitiba suspeitas de manter um homem em cárcere privado durante quatro dias, no quarto de uma boate, segundo a Polícia Civil. 

O homem foi feito refém devido a uma suposta cobrança de dívida, conforme a polícia.

A vítima chegou ao local na tarde de quinta-feira (16), acompanhado por um primo. Na madrugada, os proprietários do estabelecimento proibiram a saída do homem, exigindo que ele pagasse R$ 30 mil, alegando a conta a ser paga por ele, de acordo com a polícia.

Ajuda da esposa

Usando um celular, escondido dos suspeitos, o homem enviou mensagens para a esposa e pediu ajuda, segundo o delegado Rinaldo Ivanike, que investiga o caso. O cliente pagou, com cartão, cerca de R$ 9 mil.

A família procurou a polícia e, chegando ao local, os policiais encontraram o homem no quarto, com uma mulher e os seguranças da boate.

"Tem mensagens dele pedindo 'pelo amor de Deus, me ajude', 'levante o dinheiro para eu poder sair daqui'", disse o delegado sobre as conversas que a vítima teve com a esposa.

Dívida

De acordo com o delegado, o homem relatou ter gasto cerca de R$ 9 mil no local, o que afirmou ter pago, e não R$ 30 mil, conforme foi exigido para sua liberdade. 

Conforme a polícia, o cliente afirmou que foram fornecidas bebidas alcoólicas e cocaína no local.

Após o contato do homem, segundo a polícia, a família tentou entrar na boate para salvá-lo, mas foi impedida pelos seguranças.

Os familiares denunciaram o caso à polícia que, ao chegar à boate, encontrou tudo fechado. 

O delegado afirmou que, na entrada da equipe, os seguranças negaram que o homem estivesse no local.
Da Redação/Maria Farias

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Ouça a Impactus FM