quinta-feira, 23 de maio de 2019

Esposa mata coronel com haltere de academia e simula suicídio, em Florianópolis


O coronel da reserva e ex-comandante do 21º Batalhão da Polícia Militar, Silvio Gomes Ribeiro, 54 anos, foi morto pela esposa Tânia Zappelline Ribeiro.

Na tarde desta quarta-feira 22, no bairro Estreito, em Florianópolis. 

Ela confessou o crime e alegou legítima defesa à Polícia Civil. Inicialmente, a polícia havia sido chamada para um caso de suicídio. 

No entanto, em estado de choque, ela decidiu confessar o crime. 

De acordo com o depoimento da acusada, o coronel foi golpeado com um haltere de academia. 

Depois, para tentar simular um suicídio, Tânia fez cortes no pulso e no pescoço dele. 

O motivo do assassinato não foi divulgado. 

A Polícia Civil investiga o caso. 

Silvio era pai de cinco filhos e contabilizou mais de 30 anos na PM. 

Atualmente estava na reserva remunerada.

Da Redação/Maria Farias

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Ouça a Impactus FM