quinta-feira, 9 de maio de 2019

Caminhoneiros confirmam nova greve se governo mantiver posição

Os constantes aumentos nos preços dos combustíveis, fizeram com que transportadores e caminhoneiros repensassem uma nova greve.

Em audiência na Comissão de Viação e Transportes ontem (8), o presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, confirmou que a categoria entrará em greve, caso Jair Bolsonaro não interfira na Petrobras e reveja a política de reajuste do diesel.

A Petrobras decidiu recentemente pela revisão do preço do diesel a cada 15 dias, uma periodicidade considerada curta pelos caminhoneiros autônomos, já que até então os valores eram reajustados em intervalos menores, às vezes diariamente. 

Um dos pedidos dos profissionais é para que essa revisão ocorra pelo menos a cada três meses, por exemplo, para que motoristas não sejam surpreendidos no meio de uma viagem com o aumento no valor do combustível.

Hoje, o preço médio do diesel nas refinarias é de aproximadamente R$ 2,3 (litro). Em menos de 2 anos, o combustível apresentou aumento de quase 70%.

Fonte: TNonline

Da redação/ Sandra Laciuk

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Ouça a Impactus FM