terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Dos 12 presos foragidos, cinco já foram recapturados em Guarapuava, diz Depen


Após a contagem dos presos da Cadeia Pública de Guarapuava, a fuga ocorrida nesta segunda feira (28) envolveu 12 detentos, dos quais cinco já foram recapturados. 

De acordo com informações do Departamento Penitenciário (Depen), eles saíram por um buraco cavado na parede da Ala B, permitindo o acesso ao telhado, de onde pularam até o Instituto Médico Legal (IML) e de lá foram às ruas.

Durante a fuga, presos furtaram um veículo Santa, placas MAB-5792, que já foi encontrado abandonado. 

Há poucos dias, um senhor preso por falta do pagamento de pensão alimentícia também fugiu pela porta da cozinha. Em 3 de dezembro de 2018 outros quatro já tinham fugido. 

As fugas da cadeia pública de Guarapuava já se tornaram rotineiras e chamam a atenção, mais uma vez, para as precárias condições desse que seria um local de passagem para os presos, até o julgamento pelos crimes cometidos.

Superlotado, o espaço construído para abrigar 166 presos, conta hoje com 445. De acordo com o Depen, às segundas o número sempre se eleva pelas prisões feitas nos finais de semana. 

“Há tendência de que nos próximos dias haja um alívio, com as transferências semanais que estão sendo feitas para o sistema penitenciário”, disse o Depen, por meio da sua assessoria de imprensa. 

Outro ponto que vai contribuir para esse desafogamento é a abertura de 220 vagas a partir da extinção do regime semiaberto, permitindo que condenados a esse sistema utilizem a tornozeleira eletrônica.

Mesmo assim, a Cadeia Pública de Guarapuava precisa de um novo local por estar localizada no Centro da cidade, em área residencial. 

Uma área está sendo doada pelo Município ao Estado para a construção de uma Casa de Custódia, ao lado da Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG). 

A Casa de Custódia poderá receber até 512 presos.

Da Redação/Maria Farias

Fonte: RSN


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Ouça a Impactus FM