Ouça a Impactus FM

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

É HOJE! ANIVERSÁRIO DA CIDADE DE MANOEL RIBAS

Hoje (08) é aniversario da cidade de Manoel Ribas, 63 anos de emancipação política.

Segundo o IBGE no ano de 2016 sua população era  estimada 13.684 habitantes e com população estimada para 2018 era de 13.494 pessoas.
segundo dados do senso do IBGE EM 2010, em Manoel Ribas, existem mais mulheres do que homens, sendo a população composta de 50.44% de mulheres e 49.56% de homens.

Breve histórico da cidade:
A região onde surgiu o município de Manoel Ribas era habitada pelos índios kaingang, donos e senhores absolutosdas terras que hostilizavam a entrada dos povos brancos no sertão inóspito. Nesta época Manoel Ribas era chamado de Campina do Corumbataí, nome dado pelos índios. Os desbravadores travavam lutas contra os aborígines, conquistavam espaços e formavam lavouras para a sobrevivência. 

Os primeiros brancos vieram do distrito de Tereza Cristina (nome dado ao local devido a Imperatriz Tereza Cristina), município de Candido de Abreu, que dali teriam se deslocados em decorrência do insucesso do Projeto do Médico Francês Dr. Favre que havia sido idealizados naquela localidade com apoio do Governo Imperial Brasileiro, no ano de 1.800 e também por causa da malaria e febre amarela. Porém, os que aqui chegaram tiveram inúmeros conflitos com os índios. As terras eram do senhor Dr. Cezar Lamenha Siqueira que aos poucos eram separadas e compradas por novos moradores que chegavam. Por volta de 1927, entre outros desbravadores, chegava Fabrício Antonio Getúlio, que requereu uma área de terras em torno de 2000 alqueires e foi responsável pela vinda de um grande número de colonos de Cândido de Abreu. Instalaram-se suas residências em locais próximos as margens do riacho denominado Água dos Lemes, para que pudessem montar seus monjolos comunitários. Entre as principais famílias que aqui chegaram destacamos, Lemes, Borges, Menjon, Prachedes, Miciano e Lacerda. 

Por volta da década de 40 surgia a localidade denominada Campininha ou Campina Alta, que a principio, se constituía na sede da Gleba Santo Antonio, pertencente à família Lamenha Siqueira. Um dos integrantes dessa família, Dr. César Lamenha Siqueira, juntamente com Edmundo José Hauer, demonstraram interesse em edificar uma cidade. Tal propósito se evidenciou através de sua iniciativa em promover a abertura de ruas, construções de casas, edificação de uma igreja e de uma escola, além de outros empreendimentos comunitários voltados ao interesse público. Os incentivos ao surgimento de novos estabelecimentos comerciais deram a localidade à condição de Distrito do município de Pitanga. 

Com colonos pioneiros procedentes do sul do Estado de Santa Catarina, Manoel Ribas é constituída principalmente de descendentes alemães, ucranianos e italianos, seguindo-se de poloneses, portugueses, com algumas das tradições mantidas por essas comunidades preservando a cultura, usos e costumes. 
O Blog Jonei Farias parabeniza a todos os munícipes.

Da redação/Sandra Laciuk

Nenhum comentário:

Postar um comentário