OUÇA IMPACTUS FM - A Nova Onda da Internet

terça-feira, 7 de agosto de 2018

Feminicídio: PM mata mulher a tiros e depois se suicida no DF


O policial militar Epaminondas Silva Santos assassinou a tiros a mulher Adriana Castro Rosa Santos, de 40 anos, na manhã desta terça-feira (7).

 Na região do Riacho Fundo II, no Distrito Federal. 

O crime ocorreu por volta das 10h, no dia em que a Lei Maria da Penha completa 12 anos.

Segundo a polícia, Santos chegou ao local em uma motocicleta, chamou a mulher no portão e, quando ela saiu, atirou. 

Em seguida, o PM se suicidou. 

O casal tinha dois filhos, um menino de 11 anos e uma menina, de 7.

Esse foi o terceiro caso de feminicídio registrado pela Polícia Civil do DF em menos de dois dias. 

Até a publicação desta reportagem, a polícia ainda não sabia informar a motivação do crime. 

Epaminondas Silva Santos trabalhava no 8º Batalhão da PM, em Ceilândia Norte.

Em nota, a Polícia Militar afirmou que "lamenta imensamente o fato". "O trabalho diário dos policiais militares nas ruas do DF visa, entre outras coisas, evitar esse tipo de crime. 

A PMDF se solidariza com os familiares e está a disposição para auxiliar no que for necessário", apontou o comunicado.

Da Redação/Maria Farias


Nenhum comentário:

Postar um comentário