CLIQUE PARA OUVIR AO VIVO - IMPACTUS FM - A NOVA ONDA DE PITANGA

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Cavalo é resgatado de telhado no Jardim Alto da Glória em Ivaiporã


O Corpo de Bombeiros de Ivaiporã foi acionado na manhã desta quinta-feira, dia 16 de agosto, para um resgate inusitado. 

Um cavalo, de aproximadamente 8 anos de idade, escapou de uma propriedade rural, próximo ao Jardim Alto da Glória, em Ivaiporã, e caiu sobre o telhado da varanda de uma residência. 

O imóvel, que tem a frente voltada para a Rua Tupiniquis, fica um nível abaixo do terreno do fundo, que dá frente para a Rua Turunas. 

O cavalo entrou por esse terreno vazio e, ao subir no telhado, destruiu algumas telhas de barro e ficou com as pernas enroscadas no madeiramento da cobertura e sobre a parede de um banheiro. 

Essa parede, inclusive, impediu que o cavalo caísse na varanda. 

Populares e bombeiros de Ivaiporã trabalharam no resgate do animal, que durou cerca de 40 minutos. 

Eles amarram uma corda no pescoço do cavalo e tentaram passar algumas cordas por baixo do seu abdômen, para evitar que ele caísse e se machucasse. 

Um veterinário esteve no local, mas não foi necessário que o animal fosse sedado. 

Em alguns momentos, o cavalo esteve mais agitado e, numa dessas situações, ele apoiou a pata em um local mais firme e, com isso, as pessoas que ajudavam no resgate conseguiram tirá-lo do telhado. 

Aparentemente, o animal teve apenas cortes profundos nas pernas traseiras, mas não aparentava fratura ou ferimentos mais graves. 

Dezenas de telhas acabaram quebradas, mas ninguém ficou ferido. 

O sargento Wesley, que comandou a operação de resgate, disse que nunca tinha feito o resgate de um cavalo em um plano elevado e que essa era uma situação atípica. 

Ele ressaltou que a principal preocupação foi manter a integridade física do animal. 

“Qualquer medida que se tome, sem a devida cautela, pode agravar a situação do animal e, graças ao auxílio dos populares, que se empenharam bastante, conseguimos retirar o animal do telhado”, comentou

Da Redação/Maria Farias

Fonte: Jornal Paraná Centro

Nenhum comentário:

Postar um comentário