OUÇA IMPACTUS FM - A Nova Onda da Internet

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Operação Saqueadores” desmantela quadrilha na região do Paraná


Treze pessoas suspeitas de envolvimento em roubos de cargas e de gado foram presas nesta manhã, durante a “Operação Saqueadores”, desencadeada por cerca de 50 policiais militares e civis, de Campo Mourão e Barbosa Ferraz.

A operação ocorreu no distrito de Água Fria, em Iretama para cumprir 12 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão. Além das prisões, os policiais apreenderam quatro armas de fogo e outros produtos.

De acordo com o delegado-chefe da 16ª Subdivisão Policial de Campo Mourão, Gustavo Pinho Alves, a operação foi desenvolvida a partir do roubo de um caminhão carregado com soja, próximo ao distrito de Paraiso do Sul, em Barbosa Ferraz.

“As investigações iniciaram a partir desse roubo, a justiça expediu os mandados de prisão e de busca e apreensão, os quais foram cumpridos nesta sexta-feira. 

A ação conjunta entre as polícias Civil e Militar de Campo Mourão e Barbosa Ferraz foi fundamental para o resultado dessa operação, que tirou de circulação uma quadrilha que roubava cargas mistas e também gado, quase que diariamente na região”, disse o delegado.

O delegado Carlos Gabriel Stecca, da comarca de Barbosa Ferraz, que comandou a operação disse que as investigações começaram em março, após o roubo da carga de soja. “Foi uma investigação longa, com apoio da Polícia Militar, que desmantelou essa quadrilha, uma associação criminosa que agia na região. 

Os moradores da região de Água Fria já haviam feito várias denúncias contra esse tipo de roubo, mas agora foi possível dar uma resposta à sociedade”, declarou o delegado.

Ainda há dois foragidos e as investigações continuam. Stecca conta que o grupo criminoso usava rastreadores para acompanhar e fazer as abordagens aos caminhoneiros. 

“Era uma quadrilha especializada nesse tipo de roubo, com rastreadores e bloqueadores. Agora vamos manter as investigações também para chegar aos receptadores dessas cargas roubadas. O destino dessa carga levada em Barbosa já foi identificado.”

O comandante do 11º Batalhão da Polícia Militar de Campo Mourão, major Júlio César da Rosa disse que a P2 contribuiu nas investigações e que a ação conjunta entre as forças de segurança vai continuar.

 “Foi uma operação que contamos com um grande efetivo, inclusive de Barbosa Ferraz e nove viaturas para dar essa resposta que a sociedade esperava”, afirmou.

Da Redação/Maria Farias

Fonte: Tá sabendo

Nenhum comentário:

Postar um comentário