domingo, 17 de junho de 2018

Em jogo marcado por polêmica, Brasil fica no empate com a Suíça


A estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo Rússia 2018, depois de ótimos resultados durante a preparação, foi marcada por polêmica diante da Suíça na tarde deste domingo (17), em Rostov. 

O Brasil começou na frente, com gol de Philippe Coutinho no primeiro tempo, mas sofreu o empate logo no início da segunda etapa, pela cabeça de Zuber, em jogada recheada de reclamação pelos brasileiros.

Em duas situações polêmicas, os jogadores pediram que o juiz utilizasse o árbitro de vídeo (VAR), tecnologia que é novidade nesta Copa, mas não foram atendidos. 

Desta forma, ficaram as reclamações pela jogada que resultou no gol da Suíça e em um pênalti sofrido por Gabriel Jesus no segundo tempo.

A partida fechou a primeira rodada pelo grupo E, que contou ainda com a vitória da Sérvia por 1 a 0 em cima da Costa Rica, às 11h. O Brasil volta à campo na próxima sexta-feira (22), às 9h, diante da Costa Rica.

Brasil abre o marcador

O primeiro tempo começou equilibrado, com o primeiro ataque brasileiro já aos 5’, com Neymar buscando o jogo e sendo puxado pela camisa por Xhaka. 

A jogada seguiu e Marcelo tentou marcar da ponta esquerda, mas chutou para fora. Seis minutos depois a rede quase balançou, com boa jogada de Coutinho e Neymar, Schär falhou e Paulinho quase marcou.

Com passes curtos da Suíça, a Seleção Brasileira passou a dominar o jogo e apostou em uma marcação alta, no ataque, sem dar muitas chances aos adversários. 

Dessa forma, aos 19’, uma bola rebatida pela zaga suíça sobrou nos pés de Philippe Coutinho, que bateu uma bomba de fora da área e acertou o ângulo, sem chances para o goleiro Sommer. 

Esse foi o primeiro gol do camisa 11 em uma Copa do Mundo, e o 222 do Brasil.

Após o gol o Brasil diminuiu o ritmo e passou a apostar mais em contra-ataques. Aos 37’, a Seleção Suíça tentou com Seferovic e, após situação ser controlada pela zaga, uma bola ‘quente’ recuada para o goleiro Alisson assustou os torcedores. 

Os suíços ainda dominaram os minutos finais da primeira etapa, porém sem grandes ameaças. No último minuto do acréscimo, Thiago Silva ainda teve a oportunidade de aumentar o placar após cobrança de escanteio de Neymar, mas mandou de cabeça para fora.

Empate suíço

A vantagem brasileira foi batida com polêmica logo aos 4’ da segunda etapa, em erro da zaga na cobrança de escanteio. 

Zuber subiu sozinho e, de cabeça, empatou para a Seleção Suíça. Os brasileiros, porém, reclamaram muito de um empurrão do jogador adversário e chegaram a pedir auxílio do árbitro de vídeo (VAR), mas o juiz não cedeu e anotou o empate.

Seis minutos após sofrer o empate, Coutinho chegou novamente com perigo e chutou fora da área. A bola rebateu na zaga suíça e sobrou para Neymar, que balançou a rede pelo lado de fora. 

Já aos 24’, foi vez de Coutinho chutar mais uma vez com força após ser lançado por Neymar, mas a bola pegou efeito para o lado errado e foi para fora. No contra-ataque, a Seleção Suíça apareceu com perigo com Dzemaili, que chutou na entrada da área para defesa do goleiro Alisson.

A segunda etapa foi marcada por mais uma polêmica e reclamação brasileira: aos 28’, Gabriel Jesus foi puxado na área pelo zagueiro suíço e o juiz não marcou pênalti. 

Os jogadores pediram, mais uma vez, que o árbitro utilizasse a tecnologia do VAR, mas a jogada seguiu sem interferências e gerou muita reclamação. Pouco tempo depois, Jesus foi substituído por Roberto Firmino, que em sua primeira jogada, aos 36’, bateu de primeira para fora ao ser acionado pela direita.

No último minuto do tempo regular, Firmino tentou novamente, desta vez de cabeça, após levantamento de Neymar na área, mas o goleiro suíço defendeu. 

Dois minutos depois, já nos acréscimos, o zagueiro Miranda pegou um rebote do escanteio na área e bateu forte, mas a bola insistia em não entrar. 

Na última chance brasileira, Neymar cobrou falta direto dentro da área, mas defesa afastou o perigo e a partida foi finalizada com empate.

Ficha técnica

Brasil 1 x 1 Suíça

Brasil: Alisson, Danilo, Thiago Silva, Miranda, Marcelo, Casemiro (Fernandinho), Paulinho (Renato Augusto), Philippe Coutinho, Willian, Gabriel Jesus (Roberto Firmino), Neymar. Técnico: Tite;

Suíça: Sommer, Lichsteiner (Lang), Schär, Akanji, Ricardo Rodríguez, Behrami (Zakaria), Xhaka, Shaqiri, Dzemaili, Zuber, Seferovic (Embolo). Técnico: Vladimir Petkovic;

Gols: Philippe Coutinho (19' do primeiro tempo), Zuber (4' do segundo tempo);
Cartões amarelos: Casemiro, Lichsteiner, Behrami;

Da Redação/Maria Farias

Nenhum comentário:

Postar um comentário