terça-feira, 22 de maio de 2018

Após cinco altas, Petrobrás reduz preço do diesel e da gasolina; Governo debate aumentos


Após cinco dias de altas consecutivas, a Petrobrás reduziu o preço do diesel e da gasolina na refinaria. 

A estatal anuncia que, com o reajuste que entrará em vigor nesta quarta-feira, 23, o preço médio do litro da gasolina sem tributo nas refinarias será de R$ 2,0433, com queda de 2,08% em relação à média atual de R$ 2,0867. 

No mês de maio, o combustível acumula alta de 13,6%.

Já o valor médio nacional do litro do diesel caiu para R$ 2,3351, 1,54% menor do que a medida atual de R$ 2,3716. No mês, o produto acumula alta de 10,6%.

Desde que a Petrobrás iniciou sua nova política de preços para os combustíveis, em 3 de julho do ano passado, o óleo diesel subiu 56,5% na refinaria, segundo cálculos do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE) – passou de R$ 1,5006 para R$ 2,3488 (sem contar os impostos). 

O aumento acompanhou a cotação do petróleo no mercado internacional, exatamente a intenção da estatal. Mas, para os caminhoneiros, essa alta vem tornando sua atividade inviável.

Reunião Governo

Começou por volta das 9h40 desta terça-feira, 22, a reunião entre os ministros da Fazenda, Eduardo Guardia, e de Minas e Energia, Moreira Franco, com o presidente da Petrobras, Pedro Parente, para discutir as variações no preço dos combustíveis. 

O encontro ocorre no Ministério da Fazenda.

Nesta segunda-feira, 21, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, havia admitido que a Petrobras seria chamada a conversar sobre uma maneira de dar mais previsibilidade às variações de preços dos combustíveis.

De acordo com uma fonte ouvida pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, na tarde desta quarta-feira, 23, deve ocorrer uma nova reunião no Planalto para que os resultados do encontro da manhã desta terça sejam apresentados ao presidente Michel Temer.

Caminhoneiros iniciaram movimentos em todo o Brasil nesta segunda-feira em protesto contra o aumento do preço do diesel. As manifestações continuam nesta terça-feira.

Da Redação/Maria Farias

Nenhum comentário:

Postar um comentário