AGORA AO VIVO - IMPACTUS FM - A NOVA ONDA DE PITANGA

domingo, 25 de fevereiro de 2018

Em Pitanga, ameaça e outras broncas foram registradas pela PM


PITANGA

NOTÍCIA DE FATO FUTURO: No dia 24 de fevereiro de 2018 por volta das 14h20min relata o solicitante que arrendou uma área.

E que o vizinho desta área na data de hoje por volta das 14h jogou em sua frente, na estrada rural, arames e pedras, a fim de atrapalhar o trânsito e a passagem deles até o sítio. 

Diante dos fatos, foi orientado quanto aos procedimentos cabíveis.

INFRAÇÃO DE TRÂNSITO: No dia 24 de fevereiro de 2018, às 16h35min, em patrulhamento pela Rua Santos Dumont, s/n, foi abordado um adolescente de 17 anos o qual não possui cnh/ppd/acc e estava conduzindo um veículo.

Sendo constatado também que o veículo estava com licenciamento vencido. 

Foi apreendido o veículo ao pátio da 3ªCia PM para confecção dos autos de infração; o pai do adolescente acompanhou o adolescente durante os procedimentos e ficou responsável pelo mesmo. 

Foi efetuado orientação aos envolvidos as demais providências legais.

AMEAÇA/RESISTÊNCIA/DESOVEDIENCIA/DESACATO: No dia 24 de fevereiro de 2018 por volta das 22h30min compareceu a 3ªCIA, uma senhora, relatando que seus vizinhos foram por volta das 20 horas até a sua residência sendo que D. estava armado com um facão, todos os três afirmavam que iriam colocar fogo na casa dela e iriam matar a senhora e seus netos. 

Mediante as informações prestadas pelas vítimas foi deslocado até a Rua Projetada na Vila Santa Rosa.

Onde foi logrado êxito na abordagem dos autores da ameaça em via pública, sendo que durante a abordagem vários populares sendo homens e mulheres vieram em investir contra as equipes de serviço vindo em atirar pedras e a utilizarem de pedaços de madeira para atingirem as equipes PM

Sendo utilizado uso de tonfa, sendo durante a agressão uma das pedras veio em acertar as costas/dorso de um Soldado, sendo que durante a abordagem dos autores envolvidos.

Todos investiram contra as equipes não obedecendo voz de abordagem policial, os quais gritaram em voz alta que os policiais são "porcada, filho da puta" e utilizando de socos e chutes sendo necessário uso de algemas e o emprego de força necessária/moderada para a apreensão e prisão dos autores dos fatos, os quais estavam agressivos.

Da Redação/Maria Farias

Nenhum comentário:

Postar um comentário